quarta-feira, 26 de junho de 2013

TECTOSSILICATOS - GRUPO DOS FELDPATOS - GRUPO DO FELDSPATO POTÁSSICO

Possui a formula química KAlSi3O8, podendo conter até 16,9% de K2O, 0,3% de Rb e proporção variada de Ba, sendo que a presença significativa deste último gera a hialofana. Este grupo é constituído por sanidina, ortoclásio, microclínio, adulária. Alguns feldspatos pertíticos a micropertíticos, devido ao intercrescimento lamelar de albita, que causam reflexões nos limites entre as lamelas, apresentam iridescência e são conhecidos como pedra da lua. A aventurina resulta de inclusões lamelares de hematita, que dão à amostra uma aparência de lantejoulas.

Sanidina

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristal de sanidina em rocha
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - KAlSi3O8
Composição -
  12.88 % K2O, 2.82 % Na2O, 18.59 % Al2O3, 65.71 % SiO2
Cristalografia -
Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Tabular a ripiforme
Clivagem - 
Perfeitas {001}e {010}
Dureza -
6 - 6,5
Densidade relativa -
2,56 a 2,62
Brilho -
Vítreo
Cor -
Brancos, cinza-claro, amarelo claro, vermelhos ou verdes

Associação -
 Geralmente associada a biotita, piroxênios, leucita, albita etc.

Propriedades Diagnósticas -
Gênese, associação mineralógica, ângulo 2V pequeno e forma tabular.
Ocorrência -
Cristaliza-se em rochas magmáticas ácidas ou alcalinas de alta temperatura e baixa pressão, normalmente efusivas, ou intrusivas em níveis rasos da crosta terrestre.
Usos - Em grande quantidade pode ser aplicado no vidrado de louças e porcelanas, na fabricação do vidro, e finamente moído também como adubo potássico


Microclínio 

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristal de microclínio
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - KAlSi3O8
Composição -  16.92 % K2O, 18.32 % Al2O3, 64.76 % SiO2
Cristalografia -
Triclínico
        Classe -
Pinacoidal

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Prismático
Clivagem - 
Clivagens perfeitas {001}e {010}
Dureza -
6 - 6,5
Densidade relativa -
2,53 - 2,63
Brilho -
Vítreo
Cor -
Brancos, cinza-claro, amarelo-claro, vermelho ou verde

Associação -
 Mineral comum.
Propriedades Diagnósticas -
Geminações simples e de repetição segundo as leis de Carlsbad, Baveno e/ou Manebach, albita e periclina gerando aspecto axadrezado, clivagem perfeita em duas direções formando ângulos diferente de 90º; presença de exsoluções (pertita) etc.
Ocorrência -
É a variedade de feldspato alcalino mais freqüente, gerado por processos magmáticos, metamórficos, pneumatolíticos e/ou hidrotermais de alta temperatura e mesmo processos diagenéticos. Portanto, é encontrada em uma gama muito grande de rochas, especialmente de origem plutônica, tais como xistos, gnaisses, granitos, pegmatitos, sienitos etc.
Usos - Vidrado de louças e porcelanas,  fabricação do vidro, porcelanato e, finamente moído, adubo potássico. As variedades muito puras e ou de boa coloração, a exemplo da amazonita, são usadas como pedras de adorno e gemas, cangas etc.



Adulária


Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais de adulária
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - KALSi3O8
Composição -
  16.92 % K2O, 18.32 % Al2O3, 64.76 % SiO2
Cristalografia -
Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Prismático ou tabular
Clivagem - 
Duas direções, {001} e {010}, má em {110}
Dureza -
6

Densidade relativa -
2,54 - 2,57
Brilho -
Vítreo
Cor -
Translúcido

Associação -
 Prehnita, albita, epidoto, clorita, sericita, quartzo.

Propriedades Diagnósticas -
Geminação , clivagem perfeita em duas direções, 2V moderado e gênese.
Ocorrência - É a variedade de feldspato alcalino   gerado por processos  pneumatolíticos e/ou hidrotermais e mesmo processos diagenéticos. Portanto, é encontrada em veios e filões.
Usos - Vidrado de louças e porcelanas,  fabricação do vidro. As variedades muito puras e/ou de boa coloração são usadas como pedras de adorno e gemas.