quinta-feira, 4 de julho de 2013

LISTA DE ROCHAS MAGMÁTICAS

andesito
Foto da rocha
Fotomicrografia
 Andesito com granulação fina, afanítica.
Textura porfirítica em andesito, com megacristais de plagioclásio em matriz fina. Nicóis paralelos; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - plagioclásio geralmente zonado (labradorita a oligoclásio), hornblenda e biotita. Algumas variedades de andesitos podem conter olivina (olivina andesitos), hiperstênio (hiperstênio andesito) ou augita (piroxênio andesitos). Minerais acessórios - apatita, zircão, magnetita, óxidos de ferro, titanita.
Estrutura - compacta, fluidal.
Texturas magmáticas
   Grau de cristalinidade - holovítrea, hipovítrea a hipocristalina
   Grau de visibilidade - afanítico a subfanerítico
   Tamanho dos cristais - vítrea a média
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou porfirítica
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - hialofítica a pilotaxítica
    Acidez - intermediária
   Sílica saturação - saturada
   Relação de feldspatos - sódico-cálcica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - peraluminosa, metaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalinos (cálcio-alcalinos ou toleíticos) ou alcalinos
Observações - A maioria dos andesitos são rochas porfiríticas com massa fundamental pilotaxítica a hialofítica, e em alguns casos vitrofíricas. São os correspondentes vulcânicos dos dioritos. 

anortosito
Foto da rocha
Fotomicrografia
anort.jpg (17509 bytes)
Anortosito leucocrático e holocristalino, rico em plagioclásio.
Megacristais de plagioclásio, apresentando geminação do tipo albita e pequenos cristais de hornblenda (acastanhados). Nicóis cruzados; aumento de 8x.

Mineralogia principal - constituída essencialmente por plagioclásio (anortita, labradorita ou bytownita), com pequenas quantidades de piroxênios. Minerais acessórios - orto e clinopiroxênios, olivina, anfibólio, magnetita, ilmenita, pirita, granada, sendo biotita, zircão e apatita minerais mais raros.
Estrutura - compacta.
 Texturas magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranulares e inequigranulares
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular cumulática
   Acidez - básica
   Sílica saturação - saturada
   Relação de feldspatos - cálcio-sódica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa
   Alcalinidade - subalcalino (cálcio-alcalino ou toleítico) ou alcalino
Observações - Rocha plutônica com mais de 90% de plagioclásio cálcico, oriundo de processos essencialmente cumuláticos.
basalto
Foto da rocha
Fotomicrografia
Basalto mesocrático com granulação fina.
Granulação fina à densa em basalto. Nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - constituída essencialmente por piroxênios (augita ou augita diopsídica, pigeonita, hiperstênio) e  plagioclásio (bytownita a labradorita). Pode incluir olivina, quartzo, feldspato potássico, nefelina e vidro. Minerais acessórios - óxidos de ferro (magnetita), apatita, sulfetos, hornblenda e raras biotitas.
Estrutura - vesicular, amigdaloidal, compacta, fluidal, etc.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade -  holovítrea a hipocristalina 
   Grau de visibilidade - afanítica a subfanerítica
   Tamanho dos cristais - densa a fina
   Tamanho relativo dos cristais - vitrofírica a porfirítica
   Relação  geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - intergranular a intersertal, pilotaxítica ou hialofítica
   Acidez - básica
   Sílica saturação - saturada; insaturada (quando apresentar olivina ou foids)
   Relação de feldspatos - cálcio-sódica
   Índice de coloração - mesocrática a melanocrática 
   Índice de alumina saturação - metaluminosa
   Alcalinidade - subalcalina (toleítica ou cálcio-alcalina) ou alcalina
Observações - O basalto é uma rocha importantíssima para a agricultura, pois o produto de sua decomposição é uma argila de coloração avermelhada, que origina solos férteis (terra roxa).
     É uma rocha efusiva básica, tendo como correspondentes plutônico e hipo-abissal o gabro e o diabásio, respectivamente.


carbonatito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Carbonatito apresentando cristais anedrais de magnetita. Carbonatito rico em calcita (clivagem em duas direções e cor de interferência cinza), olivinas (ausência de clivagem, cor de interferência azul e avermelhada) e piroxênios (apresentam clivagens em duas direções e cor de interferência verde); nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 500 mm.

Mineralogia principal - calcita, dolomita e / ou ankerita. Minerais acessórios - magnetita, olivina, nefelina, piroxênios, biotita,  granada, apatita, sulfetos.
Estrutura - compacta.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade -fanerítica
   Tamanho dos cristais - densa a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - panxenomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular
   Acidez - ultrabásica
   Sílica saturação - insaturada
   Relação de feldspatos - não apresenta feldspatos em sua composição
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - não se aplica para estas rochas
   Alcalinidade - alcalina
Observações - O nome carbonatito classifica uma considerável variedade de rochas vulcânicas e ígneas intrusivas cujos principais constituintes são minerais carbonáticos na proporção de 50% ou mais.
    O carbonatito é exceção quanto ao índice de coloração: é a única rocha ultrabásica que é constituída essencialmente por minerais pesados claros (carbonatos), classificando-a como leucocrática.

charnockito

Mineralogia principal - quartzo, microclínio, oligoclásio, hiperstênio, augita, hornblenda, biotita e magnetita.
Minerais acessórios - titanita, allanita, zircão e apatita.
Estrutura - compacta, fluidal, xenolítica, bandada.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a megaporfirítica
   Relação geométrica dos cristais - xenomórfica a hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular ou hipidiomórfica, pode ser maculada e com freqüentes texturas mimerquíticas.
   Acidez - ácida
   Sílica saturação - supersaturada
   Relação de feldspatos - sódico-potássica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa
   Alcalinidade - normal
Observações - Alguns autores classificam esta rocha como magmática e outros como metamórfica.


dacito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Dacito porfirítico com cristais de plagioclásio em matriz fina.
Megacristais de plagioclásio em dacito porfirítico (textura maculada); nicóis cruzados; aumento 80x.

Mineralogia principal - quartzo, plagioclásio (oligoclásio). Apresenta menores quantidades de biotita e/ou piroxênio.
Minerais acessórios - magnetita, titanita, allanita, apatita, zircão, vidro.
Estrutura - vesicular, amigdaloidal, fluidal ou compacta.
Texturas Magmáticas
Grau de cristalinidade - hipovítrea a holocristalina
Grau de visibilidade - afanítica a vitrofírica
Tamanho dos cristais - vítrea a fina
Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou porfirítica
Relação geométrica dos cristais - xenomórfica a hipidiomórfica
Articulação entre os cristais - irregular
Arranjo (trama) - sal e pimenta, aplítica, maculada, fluidal, feltro ou hialoporfirítica
Acidez - ácida
Sílica saturação - supersaturada
Relação de feldspatos - sódico - cálcica
Índice de coloração - leucocrática
Índice de alumina saturação - metaluminosa a peralcalina
Alcalinidade - subalcalina (cálcio - alcalina ou toleítica) ou alcalina (equirítica)
Observações - O dacito é uma rocha vulcânica efusiva, cujos correspondentes intrusivos são o granodiorito e o tonalito


diabásio
Foto da rocha
Fotomicrografia
Diabásio com forma "acebolada" devido ao intemperismo.
Cristais de plagioclásio e piroxênio (maior birrefringência) em diabásio; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - plagioclásio (labradorita, bytownita) e piroxênios (augita, ±pigeonita).
Minerais acessórios - óxidos de ferro (magnetita), hornblenda, biotita, ortopiroxênio, apatita, titanita, pirita, pirrotita, olivina ou quartzo, zircão e ortoclásio são raros.
Estrutura - compacta, fluidal, maculada ou bandada.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - hipovítrea a holocristalina
   Grau de visibilidade - subfanerítica a fanerítica
   Tamanho dos cristais - fina a média
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a porfirítica
   Relação geométrica dos cristais - subdiomórfica a hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - intergranular, por vezes subofítica
   Acidez - básica
   Sílica saturação - saturada
   Relação de feldspatos - calco-sódica
   Índice de coloração - mesocrática a melanocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminoso
   Alcalinidade - subalcalino (toleítico ou cálcio-alcalino) ou alcalino
Observações - Rocha de coloração escura, geralmente intergranular. Correspondente hipo-abissal do basalto.

diorito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Diorito fanerítico com textura granular.
Textura granular em diorito caracterizado por ripas de plagioclásio com geminação albita. Em menor quantidade ocorrem piroxênios com cor de interferência amarelada e hornblenda marrom; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - plagioclásio (An40-45), hornblenda e freqüentemente biotita ou augita, e  menores quantidades de feldspato potássico e quartzo. Minerais acessórios - apatita, zircão, titanita, magnetita e allanita.
Estrutura - compacta, podendo ser maculada.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - fina a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a megaporfirítica
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular, podendo ser do tipo sal e pimenta
   Acidez - intermediária
   Sílica saturação - saturada
   Relação de feldspatos - sódico - cálcica
   Índice de coloração - leucocrática a mesocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa a peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina
Observações - Rocha granular caracterizada pela abundância de plagioclásio. Seu correspondente efusivo é o andesito.

dunito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Dunito constituído basicamente por olivina e pouco piroxênio.
Cristais de olivina, com alta birrefringência, em dunito. Como acessório ocorre piroxênio com clivagem em uma direção; nicóis cruzados; aumento 8x.

Mineralogia principal - olivina magnesiana (forsterita).
Minerais acessórios - piroxênio, espinélio, cromita, magnetita, flogopita.
Estrutura - compacta ou bandeada.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - subfanerítica a fanerítica
   Tamanho dos cristais - fina a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - panidiomórfica a hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular, tipo imbricada ou calçamento
   Acidez - ultrabásica
   Sílica saturação - insaturada
   Relação de feldspatos - não se aplica
   Índice de coloração - ultramelanocrática
   Índice de alumina saturação - não se aplica
   Alcalinidade - alcalina
Observações - Rocha intrusiva, de origem mantélica, constituída basicamente por olivina. Seus correspondentes vulcânicos mais próximos seriam algumas variedades de picritos.

fonólito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Fonólito leucocrático com granulação fina.
Textura porfirítica em fonólito, com cristais ripiformes de feldspato potássico e nefelinas euhedrais (parcialmente alteradas); nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - feldspato potássico (sanidina ou ortoclásio), feldspatóides (nefelina, leucita, sodalita, analcita), piroxênio sódico (egirina, egirina augita), hornblenda, biotita e raros plagioclásios (albita, oligoclásio).
Minerais acessórios - titanita, apatita, córindon, zircão, magnetita, óxidos de ferro, astrofilita, rinkita, giannitita.
Estrutura - compacta, fluidal
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - hipovítrea a holocristalina
   Grau de visibilidade - afanítica a subfanerítica
   Tamanho dos cristais - vítrea a fina
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou porfirítica
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - maculada, hialofilítica ou pilotaxítica
   Acidez - intermediária
   Sílica saturação - insaturada
   Relação de feldspatos - potássica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - peralcalina
   Alcalinidade - miasquítica (apenas feldspatóides) ou agpaítica (se tiver máficos sódicos)
Observações - Rocha microcristalina, efusiva, cujo nome se deve ao som ressonante quando a rocha é golpeada com um martelo. A alteração supérgena desta rocha origina a bauxita. Seu correspondente intrusivo é o foid sienito.
    O tinguaíto é considerado uma variedade hipoabissal de fonólito, com feldspato alcalino, nefelina, com ou sem outros foids, biotita e egirina, o que caracteriza a textura tinguaítica.

gabro
Foto da rocha
Fotomicrografia
Gabro inequigranular com textura granular.
Textura subofítica em gabro, rica em cristais de plagioclásio com geminação albita parcialmente englobada por piroxênio. Também ocorre olivina com cor de interferência azulada e esverdeada; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - plagioclásio (labradorita a anortita), piroxênios (hiperstênio, augita), podendo conter olivina magnesiana. A hornblenda, quando presente, é verde ou marrom. Menos abundantes são as micas, quartzo, feldspato potássico, nefelina ou analcita.
Minerais acessórios - óxidos de ferro, magnetita, sulfetos, apatita, espinélio verde ou marrom, titanita, rutilo.
Estrutura -  compacta, fluidal, ou maculada.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade -  fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular subofítica a ofítica
   Acidez - básica
   Sílica saturação - saturada ou insaturada (quando contém olivinas ou fóids)
   Relação de feldspatos - calco-sódica
   Índice de coloração - mesocrática a melanocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa a peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (toleítico ou cálcio-alcalino) ou alcalina
Observações - Rocha de coloração escura,  holocristalina e de consolidação profunda. Representante plutônico do basalto.

granito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Granito grosseiro rico em feldspato potássico.
Granito com  microclínio, apresentando geminação em grade,  plagioclásio com geminação albita, quartzo anedral, biotita lamelar e seções basais extintas de turmalina como acessório; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 100 mm.

Mineralogia principal - feldspato potássico (ortoclásio ou microclínio), plagioclásio (normalmente oligoclásio) e quartzo, além de biotita e podendo conter hornblenda (riebechita, arfevedsonita). Nos granitos peralcalinos podem ocorrer piroxênios (egirina, egirina-augita) e anfibólios; nos peraluminosos granada, muscovita, sillimanita e turmalina.
Minerais acessórios - apatita, magnetita, ilmenita, zircão, titanita, allanita, rutilo, turmalina.
Estrutura - compacta, xenolítica, fluidal, bandada ou maculada.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade -  fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a  grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular, megaporfirítica ou porfirítica
   Relação geométrica dos cristais - xenomórfica a  hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - aplítica, granular, intersticial, maculada ou rapakivi
   Acidez - ácida
   Sílica saturação - supersaturada
   Relação de feldspatos - potássica
   Índice de coloração -  leucocrática
   Índice de alumina saturação - peraluminosa, metaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - Subalcalino (cálcio-alcalino ou peraluminoso) ou alcalino (equirítica)
Observações - Rocha plutônica composta basicamente por quartzo, feldspatos e micas. Textura geralmente fanerítica granular . A densidade do granito oscila entre 2,55 e 2,75.
    A crosta continental apresenta composição essencialmente granítica, sendo seu correspondente efusivo o riolito.


granodiorito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de granodiorito com textura sal e pimenta.
Fenocristal de microclíno em matriz de granulação média composta por quartzo anhedral e plagioclásio; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - quartzo, plagioclásio (oligoclásio) e feldspato potássico (microclínio ou ortoclásio), além de hornblenda e biotita. Minerais acessórios -  magnetita, titanita, allanita, apatita, zircão e rutilo.
Estrutura - compacta, fluidal, maculada ou xenolítica.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica 
   Tamanho dos cristais - média a  grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou megaporfirítica
   Relação geométrica dos cristais - xenomórfica a essencialmente hipodiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - sal e pimenta, aplítica, granular, maculada
   Acidez - ácida
   Sílica saturação - supersaturada
   Relação de feldspatos - calco-potássica
   Índice de coloração - leucocrática a mesocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa (hornblenda); ou peraluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina; peraluminosa) ou alcalina (equirítica)
Observações - Rocha bastante semelhante ao monzogranito, contudo apresenta maior quantidade de plagioclásio em sua constituição mineralógica, seu correspondente efusivo é o dacito.

hornblenda gabro
Foto da rocha
Fotomicrografia
Hornblenda gabro com textura sal e pimenta.
Cristais alterados, com birrefringência moderada de hornblenda em gabro com plagioclásio com leve geminação polissintética; nicóis cruzados; aumento 100x.

Mineralogia principal -  hornblenda, plagioclásio (andesina a labradorita) e piroxênios (augita e pigeonita). Menos abundantes são biotita, quartzo e feldspato potássico nos termos mais evoluídos.
Minerais acessórios - magnetita, sulfetos, apatita, espinélio verde ou marrom, titanita e rutilo.
Estrutura - compacta.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - subfanerítica a fanerítica
   Tamanho dos cristais - fina a média ou grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - sal e pimenta, subofítica ou granular
   Acidez - básica a intermediária
   Sílica saturação - saturada, ou supersaturada (se conter quartzo)
   Relação de feldspatos - calco-sódica
   Índice de coloração - leucocrática a mesocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina ou toleítica) ou alcalina
Observações - Corresponde a um leuco-gabro, ou seja, a uma rocha gabróide evoluido com teores de minerias ferromagnesianos inferiores aos das rochas básicas normais.


jacupiranguito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Jacupiranguito, rocha ultra-melanocrática envolvida por serpentinito esverdeado.
Textura do tipo calçamento em jacupiranguito, rico em piroxênio; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - clinopiroxênio (titanoaugita) e menores quantidades de titanomagnetita. Minerais acessórios - nefelina, olivina, flogopita, carbonatos, apatita e granada melanítica.
Estrutura - compacta maciça.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - fina a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfico ou panidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular
   Acidez - ultrabásica
   Sílica saturação - insaturada (apresenta olivina e frequentemente nefelina)
   Relação de feldspatos - não se aplica (não apresenta feldspatos)
   Índice de coloração - ultramelanocrática
   Índice de alumina saturação - não se aplica (não apresenta minerais de alumínio)
   Alcalinidade - alcalina potássica
Observações - Variedade de clinopiroxenito alcalino, o jacupiranguito ocorre na região de Jacupiranga, no Estado de São Paulo.


kimberlito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Kimberlito ultra-melanocrático com granulação fina.
Grande cristal de ortopiroxênio, com cor de interferência esverdeada, rodeado por cristais anedrais de olivina; nicóis cruzados; aumento 12,5x.

Mineralogia principal - olivina serpentinizada com quantidades variáveis de flogopita, ortopiroxênio, clinopiroxênio, carbonatos e cromita.
Minerais acessórios - melilita, granada piropo, magnetita, carbonatos, ilmenita, apatita, rutilo e pirovskita.
Estrutura - compacta, xenolítica ou fluidal.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina a hipovítrea
   Grau de visibilidade - afanítica a subfanerítica
   Tamanho dos cristais - densa a fina
   Tamanho relativo dos cristais - porfirítica com matriz inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - panidiomórfica a hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - calçamento, poiquilítica
   Acidez - ultrabásica
   Sílica saturação - insaturada
   Relação de feldspatos - não se aplica (não apresenta feldspatos)
   Índice de coloração - ultramelanocrática
   Índice de alumina saturação - não se aplica
   Alcalinidade - alcalina potássica
Observações - Trata-se de um peridotito, muito comum na região de Kimberley, na África do Sul, onde é feita a extração de diamantes. Comumente é uma rocha porfirítica que ocorre na forma de chaminés verticais chamadas de "pipes".  Kimberlito é considerada a rocha matriz do diamante.

lamprófiro (grupo de rochas)
Foto da rocha
Fotomicrografia
Lamprófiro fino ultramáfico, rico em piroxênio.
Textura porfirítica em lamprófiro; nicóis cruzados; aumento 20x.

Mineralogia principal - altamente variável, sendo principalmante biotita, anfibólios e piroxênios, com  feldspatos confinados na matriz.
Minerais acessórios - flogopita, leucita, richterita, opacos, carbonatos, anfibólios, piroxênio sódicos e barkevita.
Estrutura - compacta.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina a hipocristalina
   Grau de visibilidade - afanítica a subfanerítica
   Tamanho dos cristais - vítrea a fina
   Tamanho relativo dos cristais - porfirítica
   Relação geométrica dos cristais - panidiomórfica ou lamprofírica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - hialopilítica ou fluidal
   Acidez - ultrabásica a intermediária
   Sílica saturação - insaturada a saturada
   Relação de feldspatos - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina
   Índice de coloração - mesocrática a ultramelanocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - alcalina ou cálcio-alcalina
Observações - Os lamprófiros apresentam uma grande variedade mineralógica e química. São  porfiríticas e ricas em minerais máficos. Classificam-se pela nova nomenclatura, com base na presença de minerais máficos e claros, sendo principalmente feldspato alcalino (or), plagioclásio (pl), feldspato (feld) e feldspatóide (foid):
Predominância de minerais claros Predominância de minerais máficos
feldspato feldspatóide biotita, diopsídio, augita, (+olivina) hornblenda, diopsídio, augita, (+olivina) anfibólio, (barkevikita, kaersutita), Ti-augita, olivina, biotita melilita, biotita, + Ti-augita, +olivina, + calcita.
or > pl - minette vogesita - -
pl > or - kersantita espessartita - -
or > pl feld > foid - - sanaita -
pl > or feld > foid - - camptonita -
- glass or foid - - monchiquita polzenita
- - - - - alnoita


latito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de latito com textura sal e pimenta.
Textura porfirítica em  latito com cristais ripados e geminados de plagioclásio; nicóis cruzados; aumento 80x.

Mineralogia principal - plágioclásio (andesina e oligoclásio), feldspato potássico (sanidina, ortoclásio, ou anortoclásio), vidro, biotita, anfibólios (hornblenda ou oxi-hornblenda), piroxênio (augita diopsídica ou menos comumente aegerina-augita, ou hiperstênio). Olivina é incomum.
Minerais acessórios - quartzo,  óxidos de ferro, apatita, zircão e titanita.
Estrutura - compacta ou fluidal.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - hipovítrea a holocristalina
   Grau de visibilidade - afanítica a subfanerítica
   Tamanho dos cristais - densa a média
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou porfirítica
   Relação geométrica dos cristais - xenomórfica a hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - sal e pimenta
   Acidez - intermediária
   Sílica saturação - saturada
   Relação de feldspatos - calco-potássica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa (biotita + hiperstênio) ou peralcalina (egirina)
   Alcalinidade - subalcalina ou alcalina
Observações - Quimicamente, situa-se entre o andesito e o traquito. Seu correspondente intrusivo é o monzonito.


monzonito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Monzonito com textura sal e pimenta e granulação média a grossa.
Amostra de monzonito, rico em plagioclásio com geminação albita e feldspato potássico, apresentando zoneamento; nicóis cruzados; aumento 26x.

Mineralogia principal - plagioclásio (andesina), feldspato potássico (ortoclásio, microclínio), biotita, hornblenda e/ou augita. Em menor quantidade aparece quartzo ou  hiperstênio.
Minerais acessórios - zircão, titanita, apatita,  óxidos de ferro e allanita.
Estrutura - compacta, podendo ser maculada.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - fina a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou inequigranular, podendo se megaporfirítica
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular hipidiomórfica
   Acidez - intermediária
   Sílica saturação - saturada
   Relação de feldspatos - calco-potássica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa (biotita + hiperstênio) ou peralcalina (egirina)
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina
Observações - Rocha plutônica que contém quantidades quase iguais de plagioclásio e feldspato potássico com anfibólio e/ou piroxênio. Seu correspondente efusivo é o latito.


norito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Norito mesocrático rico em piroxênio, granulação fina e estrutura compacta.
Textura subofítica em norito; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - rocha composta essencialmente por plagioclásio (labradorita a bytownita) e ortopiroxênio (hiperstênio, bronzita).
Minerais acessórios - clinopiroxênio, hornblenda, magnetita, sulfetos, espinélio e cromita.
Estrutura - compacta.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - fino a grosso
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - intersticial, ofítica ou subofítica
   Acidez - básica
   Sílica saturação - saturada
   Relação de feldspatos - calco-sódica
   Índice de coloração - mesocrática à melanocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminoso ou subaluminosa
   Alcalinidade - subalacalina (cálcio-alcalina ou toleítica) ou alcalina
Observações - Rocha plutônica pertencente ao grupo do gabro, distingüindo-se dos demais membros do grupo por apresentar como mineral máfico essencialmente o ortopiroxênio. Seu correspondente efusivo pode ser o basalto ou andesito.

obsidiana
Foto da rocha
Fotomicrografia
Obsidiana "snow-flake", rocha vítrea, rica em amígdalas preechidas por zeólitas.
Amígdala de zeólita em obsidiana; nicóis cruzados, traço em vermelho equivale a 500 mm.

Mineralogia principal - vidro vulcânico.
Minerais acessórios - cristalitos (palagonita) e zeólitas (em cavidades).
Estrutura - maciça, vesicular, amigdaloidal, escoriácea, celular, com  fratura conchoidal.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holovítrea
   Grau de visibilidade - vítrea
   Tamanho dos cristais - desprovida de cristais
   Acidez - ácida
   Sílica saturação - não se aplica (desprovida de minerais)
   Relação de feldspatos - potássica
   Índice de coloração - hololeucocrática a leucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa
   Alcalinidade - subalcalina ou alcalina
Observações - Rocha efusiva. Devido ao rápido resfriamento, ganha aspecto vítreo. Geralmente originada de magmas riolíticos. É também conhecida como pedra-da-bruxa.

olivina gabro
Foto da rocha
Fotomicrografia
gabrolamin2.jpg (18464 bytes)
Amostra de olivina gabro mesocrática, rica em minerais máficos.
Olivina gabro com cristais de olivina (cristal anedral com cores de interferência azulada e esverdeada), cristais ripiformes de plagioclásio com interstícios ocupados por piroxênio (textura subofítica a intergranular); nicóis cruzados; escala em vermelho de 200 mm.

Mineralogia principal - olivina magnesiana, plagioclásio (labradorita a anortita), piroxênios (hiperstênio, augita). A hornblenda, quando presente, é verde ou marrom. Menos abundantes são as micas, quartzo, feldspato potássico, nefelina ou analcita.
Minerais acessórios - óxidos de ferro, sulfetos, apatita, espinélio verde ou marrom, esfeno, rutilo e granada magnesiana.
Estrutura - compacta.

Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - fina a média ou grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - panidimórfica (olivina)
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular, subofítica ou intergranular
   Acidez - básica
   Sílica saturação - insaturada (olivina)
   Relação de feldspatos - calco-sódica
   Índice de coloração - mesocrática a melanocrática
   Índice de alumina  saturação - subaluminosa
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina ou toleitica) ou alcalina
Observações - Variedade de gabro de consolidação profunda, máfica, com composição química e mineralógica semelhante ao diabásio. Seu corresponde efusivo é o olivina basalto.


pegmatito granítico 
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de pegmatito granítico, rico em turmalina (rubelita avermelhada), lepidolita (mica roxa), feldspatos alcalinos e quartzo (brilho vítreo).
Pegmatito peralumuninoso, com cristais prismáticos de turmalina (ao centro), microclínio com geminação em grade, quartzo anedral com baixa birrefringência e finos cristais de biotita com altas cores de interferência; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal e acessórios - grandes cristais de feldspatos alcalinos (albina, microclínio) e quartzo. Normalmente apresenta micas (biotita, muscovita, lepidolita), turmalinas, berilo, fluorita. Estrutura - compacta.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - muito grossa a gigante
   Tamanho relativo dos cristais - inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - xenomórfica a hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - pegmatítica
   Acidez - ácida (de natureza granítica)
   Sílica saturação - supersaturado
   Relação de feldspatos - potássica a sódico - potássica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - peraluminosa (se tiver turmalina)
   Alcalinidade - subalcalina
Observações - Rocha geralmente filonar, intrusiva. Apesar de comumente associados à corpos graníticos maiores, também ocorrem associados a sienitóides, dioritóides e gabróides. Nestes casos apresentam mineralogia e características geoquímicas compatíveis com as respectivas fontes de origem.

peridotito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de peridotito. Rocha ultramáfica e compacta.
Megacristal de olivina em peridotito; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - olivina, clino e ortopiroxênios. Minerais acessórios - flogopita, magnetita, cromo-espinélio, sulfetos, carbonatos, apatita, hornblenda.
Estrutura - compacta.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - panidiomórfica a hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular (presença de piroxênio)
   Arranjo (trama) - granular
   Acidez - ultrabásica
   Sílica saturação - insaturada
   Relação de feldspatos - não se aplica (desprovidas de feldspatos)
   Índice de coloração - ultramelanocrática
   Índice de Alumina Saturação - subaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalino ou alcalino
Observações - O peridotito é uma rocha granular composta de minerais máficos (olivina e piroxênios). Se a rocha compõe-se exclusivamente (> 90%) de olivina denomina-se dunito.

piroxenito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de piroxenito, rocha fanerítica e ultramelanocrática.
Cristais de piroxênio (cor de interferência amarelo e cinza) e pouca olivina (cor de interferência azulada)em piroxenito; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - clinopiroxênios (augita, pigeonita) e ortopiroxênio ( hiperstênio, bronzita), com menores teores de olivina.
Minerais acessórios -  magnetita, cromita, flogopita, espinélio, sulfetos.
Estrutura - compacta ou bandada.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - fina a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou inequigranular
   Relação geométrica dos cristais -  panidiomórfica a hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular a retas
   Arranjo (trama) - granular
   Acidez - ultrabásica
   Sílica saturação -  insaturada 
   Relação de feldspatos - não se aplica (rocha desprovida de feldspatos)
   Índice de coloração - ultramelanocrática
   Índice de alumina saturação - subaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina ou alcalina
Observações - Rocha plutônica ultramáfica, composta essencialmente por piroxênios e quantidades menores de olivina magnesiana.


piroxênio granito (granito alcalino)
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de piroxênio granito, rocha félsica com pouco  piroxênio.
Cristais de piroxênio, cor de interferência esverdeada, em piroxênio granito rico em quartzo (cristais anedrais); nicóis cruzados; aumento 80x.

Mineralogia principal - quartzo, plagioclásio (oligoclásio, albita), feldspato potássico (ortoclásio).
Minerais acessórios - pode conter clinopiroxênio (augita, egerina-augita), anfibólio (hornblenda), olivina (fayallita), biotita, titanita, allanita, zircão.
Estrutura - compacta, fluidal, xenolítica.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - subfanerítica a fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular, inequigranular ou microporfirítica
   Relação geométrica dos cristais - xenomórfica a hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular
   Acidez - ácida
   Sílica saturação - supersaturada
   Relação de feldspatos - potássica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - peralcalina
   Alcalinidade - equirítica
Observações - Rocha plutônica, de composição granítica, porém com a presença de clinopiroxênio sódico. Seu correspondente efusivo é o riolito alcalino.


quartzo diorito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de quartzo diorito, com cristais máficos de ortopiroxênio.
Textura granular hipidiomórfica em quartzo diorito, malha de plagioclásios geminados com interstícios ocupados por piroxênios; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - plagioclásio (andesina), biotita marrom, hornblenda marrom ou verde, ortopiroxênio ou clinopiroxênio e menos de 20% de quartzo. Menores quantidades de feldspato potássico.
Minerais acessórios - apatita, zircão, titanita, óxidos de ferro, sulfetos e allanita.
Estrutura - compacta.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - subfanerítica a fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a inequigranular ou megaporfirítica
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular hipidiomórfica, frequentemente do tipo sal e pimenta
   Acidez - intermediária
   Sílica saturação - supersaturada
   Relação de feldspatos - sódico-cálcica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina
Observações - Rocha intrusiva, cujo correspondente efusivo é o andesito.

quartzo monzonito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de quartzo monzonito, com textura granular do tipo  sal e pimenta.
Amostra de quartzo monzonito, rico em microclínio, com geminação em grade e cristais anedrais de quartzo; nicóis cruzados; escala em vermelho de 200 mm.

Mineralogia principal - quartzo, plagioclásio (oligoclásio a andesina), feldspato potássico (ortoclásio,  microclínio), biotita marrom clara, hornblenda verde, augita verde pálida. Em menor quantidade pode ocorrer hiperstênio.
Minerais acessórios - zircão, titanita, apatita e óxidos de ferro, allanita.
Estrutura - compacta.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - subfanerítica a fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular hipidiomórfica, sal e pimenta
   Acidez - intermediária
   Sílica saturação - supersaturada
   Relação de feldspatos - calco-potássica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina
Observações - Rocha intrusiva, cujo correspondente efusivo é o latito.

quartzo sienito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Quartzo sienito, maciço, com textura granular hipidiomórfica..
Quartzo sienito com grandes cristais geminados de feldspatos (palcialmente alterados), pequenos cristais lamelares e acastanhados de biotita e anhedrais de quartzo; nicóis cruzados; aumento 40x.

Mineralogia principal - rocha contituída predominantemente por feldspato potássico (ortoclásio, microclínio) e quantidades menores de quartzo, plagioclásio (albita, oligoclásio), biotita e hornblenda, podendo conter ainda piroxênio.
Minerais acessórios - titanita, apatita, zircão, óxidos de ferro (magnetita), sulfetos, rutilo.
Estrutura - compacta.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular hipidiomórfica, intersticial
   Acidez - intermediária
   Sílica saturação - supersaturada
   Relação de feldspatos - potássica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina (equíritica)
Observações - O quartzo sienito associa-se a plutons sienitóides ou dioritóides tardi-orogênicos ou anorogênicos diferenciados.

riolito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Foto de uma amostra de riolito, leucocrática, rica em quartzo (mineral claro) e feldspato (mineral vermelho carne).
Riolito porfirítico, com grandes cristais de feldspato em matriz fina; nicóis cruzados; aumento 20x.

Mineralogia principal - quartzo, feldspato (alcalino).
Minerais acessórios - biotita, zircão, apatita, rutilo.
Estrutura - compacta, fluidal, hialofítica, pilotaxítica.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holovítrea a hipovítrea
   Grau de visibilidade - afanítica microcristalina ou vítrea
   Tamanho dos cristais - vítrea a fina
   Tamanho relativo dos cristais - porfirítica ou vitrofírica
   Relação geométrica dos cristais - xenomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granofírica ou hialofilítica ou pilotaxítica
   Acidez - ácida
   Sílica saturação - supersaturada
   Relação de feldspatos - potássica
   Índice de coloração - hololeucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina (equirítica)
Observações - Utilizado como termo genérico para rochas vulcânicas silicáticas porfiríticas com fenocristais de quartzo e feldspatos alcalinos em massa microcristalina ou vítrea e quimicamente correspondente ao granito.


sienito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de sienito com estrutura fluidal.
Cristais euhedrais de nefelina , com cor de interferência amarela, rodeado por feldspatos e pequenos cristais lamelares de biotita com alta birrefringência; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - constituída predominantemente por feldspatos alcalinos (ortoclásio, microclíno, albita) e menores quantidades de plagioclásio (oligoclásio), piroxênios (augita, egirina-augita, egirina), anfibólio (hornblenda) e biotita.
Minerais acessórios - apatita, zircão, óxidos de ferro, sulfetos, titanita, rutilo.
Estrutura - compacta ou fluidal.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a inequigranular ou megaporfirítico
   Relação geométrica dos cristais - hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granular hipidiomórfica ou sienítica
   Acidez - intermediária
   Sílica saturação - saturada
   Relação de feldspatos - potássica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina (equíritica)
Observações - O sienito é uma rocha granular, de cor clara e textura uniforme. É composta basicamente por feldspato potássico e pouco oligoclásio. A alteração supérgena desta rocha pode gerar bauxita.
    A rocha assemelha-se a um granito, contudo possui menos quartzo. É intrusiva, e seu correspondente efusivo é o traquito.



tonalito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de tonalito, rica em cristais claros de quartzo e plagioclásio, os cristais primáticos de coloração preta correspondem a piroxênio.
Tonalito  rico em plagioclásios com geminação albita e quartzo anhedrais. Também ocorre biotita como acessório (mineral com alta birrefringência e hábito lamelar); nicóis cruzados; aumento de 25x.

Mineralogia principal - rocha  contituída essencialmente por quartzo e plágioclásio (oligoclásio  a andesina), além de  anfibólio (hornblenda) e biotita.
Minerais acessórios - titanita, apatita, zircão, magnetita, rutilo, allanita.
Estrutura - compacta.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - média a grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a inequigranular e megaporfirítica
   Relação geométrica dos cristais - predominantemente hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - granula hipidiomórfica, podendo apresentar aspecto sal e pimenta
   Acidez - ácida
   Sílica saturação - supersaturada
   Relação de feldspatos - sódico-cálcica
   Índice de coloração - leucocrático
   Índice de alumina saturação - metaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina (equirítica)
Observações - Rocha plutônica intrusiva, cujo correspondente efusivo é o dacito. Trata-se de uma variedade do trondhjemito que corresponde a um leuco-tonalito enriquecido em plagioclásio mais sódico.

traquito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Traquito porfirítico com fenocristais de feldspato alcalino em matriz de granulação fina.
Traquito porfirítico, com fenocristais de plagioclásio; nicóis cruzados; escala em vermelho de 200 mm.

Mineralogia principal - rocha vulcânica contituída essencialmente por feldspato alcalino (sanidina, ortoclásio) e quantidades menores de plagioclásio (oligoclásio). Pode haver a presença de albita em álcali traquitos, biotita, hornblenda, quartzo,  anfibólios sódicos e piroxênios em álcali-traquitos.
Minerais acessórios - apatita, zircão, óxidos de ferro, magnetita, titanita, e allanita.
Estrutura - compacta, fluidal.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade - holocristalina a hipocristalina
   Grau de visibilidade - afanítica a microcristalina
   Tamanho dos cristais - fina com frações vítreas
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular a inequigranular, predominantemente porfirítica
   Relação geométrica dos cristais - megacristais euhédricos a subhédricos e matriz  xenomórfica a hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - irregular
   Arranjo (trama) - compacta, hialofítica ou pilotaxítica ou traquítica
   Acidez - intermediária
   Sílica saturação - supersaturada
   Relação de feldspatos - potássica
   Índice de coloração - leucocrática
   Índice de alumina saturação - metaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina) ou alcalina (equirítica)
Observações - Rocha efusiva, constituída essencialmente de feldspato alcalino, correspondente vulcânica dos sienitos.

websterito
Foto da rocha
Fotomicrografia
Amostra de websterito granular.
Cristais de piroxênio em websterito; nicóis cruzados; traço em vermelho equivale a 200 mm.

Mineralogia principal - clinopiroxênio (augita), ortopiroxênio (enstatita, bronzita, hiperstênio).
Minerais acessórios - olivina, magnetita, cromo-espinélio, cromita, flogopita e calcita.
Estrutura - compacta ou bandeada.
Texturas Magmáticas
   Grau de cristalinidade -  holocristalina
   Grau de visibilidade - fanerítica
   Tamanho dos cristais - fina a média ou grossa
   Tamanho relativo dos cristais - equigranular ou inequigranular
   Relação geométrica dos cristais - xenomórfica ou hipidiomórfica
   Articulação entre os cristais - planar (se for constituída somente por piroxênios) ou     irregular (presença de piroxênios + minerais subhedrais)
   Arranjo (trama) - cumulática, calçamento ou  granular.
   Acidez - ultrabásica
   Sílica saturação - saturada ou insaturada (se tiver olivina)
   Índice de coloração - ultramelanocrática
   Índice de alumina saturação -subaluminosa ou peralcalina
   Alcalinidade - subalcalina (cálcio-alcalina ou toleítica) ou alcalina
Observações - Variedade de piroxenito consituída por quantidades semelhantes de clinopiroxênio e ortopiroxênio. É classificada como uma rocha ultramáfica.