quarta-feira, 19 de junho de 2013

Mineral - GRUPO DOS FOSFATOS

  Os fosfatos incluem numerosas espécies minerais de composição bem variada, embora a quantidade em peso desses elementos na crosta da Terra seja relativamente pequena, resultando em grande numero de minerais raros.
    O fósforo, arsênio e vanádio pentavalentes são ligeiramente maiores que o enxofre, resultando em grupo iônico tetraédrico idêntico ao do sulfato. Como o sulfato não pode compartilhar oxigênio ou polimerizar-se. O fósforo, arsênio e vanádio podem substituir-se mutualmente, como íon coordenador central, no grupo tetraédrico dos oxigênios, sendo isto melhor observado no subgrupo da piromorfita do grupo da apatita, onde a piromorfita, a mimetita e a vanadinita são isoestruturais, apresentando todas as gradações de substituição entre os compostos puros.
    O constituinte mais importante e freqüente dessa classe é a apatita. Esta apresenta solução sólida entre os ânions flúor, cloro, oxigênio e hidroxila, como também substituição parcial do fosfato pelos grupos carbonato e silicato. O cálcio pode ser substituído pelo Mn, Sr, Pb, Cu, Zn, La e outros elementos de terras raras. Esta substituição iônica complexa, típica dos fosfatos, resultam em relações químicas e estruturas complexas.
    Fosfatos e arseniatos de Ca monoclínicos, a exemplo dos sulfatos (gipsita), exibem muitas propriedades similares como tamanho das celas primitivas, dureza, densidade, etc.
    Os fosfatos constituem recursos minerais de grande importância (fertilizantes).

 Adamita
Fórmula Química - Zn2(AsO4)(OH)

Cristalografia - Arsenato de zinco hidratado. 56,7 % ZnO , 34,5% As2O3 , 3,1% H2O

Cristalografia -
Ortorrômbico, dimorfo da paradamita
        Classe -
Bipiramidal rômbico

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo ou negativo

Hábito -
Ortorrômbico, granular
Foto do Mineral
Cristais de adamita (verdes) em rocha
Clivagem - Indistinta (100) e (010)
Dureza -
3,5
Densidade relativa -
4,3 - 4,4
Brilho -
Lustroso a resinoso
Cor -
Amarelo, vermelho, rosa, violeta, verde, incolor

Associação -
Associada a minerais de zinco.
Propriedades Diagnósticas -
Hábito e associação mineral.
Ocorrência -
Mineral raro encontrado em depósitos de zinco.

Usos -
Fonte de zinco.

Ambligonita 

Fórmula Química - (Li,Na)AlPO4(F,OH)
Composição - 
Flúor-fosfato de alumínio ,lítio e sódio hidratado. 5,1% Na2O , 7,4% Li2O , 33,6% Al2O3 , 46,8% P2O5 , 1,5% H2O

Cristalografia -
Triclínico
        Classe -
Pinacoidal

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Granular, prismático, maciço
Foto do Mineral
ambligonita.jpg (33042 bytes)
Cristais de ambligonita
Clivagem - Perfeita (001)
Dureza -
6
Densidade relativa -
3,01 a 3,09
Fratura -
Subconchoídal
Brilho -
Vítreo
a perláceo.
Cor -
Branco, v
erde-claro, azul-claro, amarelo-claro, cinza a marrom-esbranquiçado.

Associação -
Associada a lepidolita, espodumênio, rubelita. 

Propriedades Diagnósticas -
Solúvel somente em H2SO4, presença de lítio testes químicos. 
Ocorrência -
Mineral de relativamente raro, encontrado em pegmatitos graníticos.
Usos - Obtenção de lítio e Gemas.


Apatita 
Foto do Mineral Forma Cristalográfica
Cristal de apatita com hábito prismático
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - Ca5(PO4)3(F,OH,Cl)
Composição -
Fosfato de cálcio e flúor/cloro. 41,8%
P2O5 , 55,0% CaO , 1,2% F, 2,3% Cl , 0,6% H2O
Cristalografia -
Hexagonal
        Classe -
Bipiramidal hexagonal

Propriedades Ópticas -
Uniaxial negativo

Hábito -
Hexagonal, granular, tabular, compacto
Clivagem -
Imperfeita {0001}
Dureza -
5
Densidade relativa - 3,1 - 3,2
Fratura -
Conchoidal
Fluorescência - Amarelo-alaranjado e termoluminescência branco-azulada
Brilho -
Vítreo a subresinoso
Cor -
Usualmente incolor, podendo ser branco, azul-esverdeado, violeta-azulado, amarelo, marrom, cinza, vermelho

Associação -
Associada a quartzo, feldspato, turmalinas, muscovita, berilo, entre outros .
Propriedades Diagnósticas -
Dureza, hábito hexagonal, coloração e propriedades ópticas.
Ocorrência -
Ocorre em rochas magmáticas, metamórficas e hidrotermais como mineral acessório. Pode também ocorrer em rochas sedimentares, como clastos ou como mineral secundário.
Usos -
Fabricação de fertilizantes, ração animal, ácido fosfórico, detergentes, inseticidas e até gemas.


Autunita 
Fórmula Química - Ca(UO2)2(PO4)2.10-12(H2O)

Composição - 
Fosfato de urânio e cálcio hidratado. 9,3% P2O5 , 70,7% UO2 , 3,6% CaO , 14,1% H2O

Cristalografia -
Tetragonal
        Classe -
Bipiramidal ditetragonal

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Tabular, tetragonal, foliar, micáceo.
Foto do Mineral
Cristais amarelo-limão de autunita em hornfels
Clivagem - Basal, também em (100), (010), (110).
Dureza -
2 - 2,5
Densidade relativa - 3,1 - 3,2
Fratura -
Ausente
Brilho -
Lustroso a perláceo
Cor -
Amarelo-limão


Associação -
Associada a uraninita e outros minerais de urânio. 
Propriedades Diagnósticas -
Solúvel em H2NO3, fluorescente e radioativa. Determinado através de testes químicos e associação mineralógica. 
Ocorrência -
Mineral de origem secundária, encontrado em depósitos de prata e ferro, ocasionalmente em pegmatitos.
Usos -
Mineral de minério de urânio.


Brasilianita


Fórmula Química - NaAl3(PO4)2(OH)4

Composição - 
Fosfato de sódio e alumínio. 8,5% Na2O , 42,2% Al2O3 , 39,2% P2O5 , 9,9% H2O

Cristalografia -
Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Prismático (estriado).
Foto do Mineral
Cristal de brasilianita com quartzo
Clivagem - Boa (010)
Dureza -
5,5
Densidade relativa - 2,98
Fratura -
Conchoídal a irregular
Brilho -
Vítreo.
Cor -
Amarelo, verde-amarelado
.
Associação -
Associado a turmalina, quartzo, entre outros. 
Propriedades Diagnósticas -
Caracterizado pela cor dureza, teste de fósforo, e propriedades óticas.. 
Ocorrência -
Encontrado em pegmatitos graníticos.
Usos -
Gema.


Childrenita 

Fórmula Química - (Fe,Mn)AlPO4(OH)2.H2O

Composição -  22,18% Al2O3, 31,26% FeO, 30,18% P2O5 e 15,68 H2O

Cristalografia -
Ortorrômbio
        Classe -
Piramidal

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Prismático ou tabular
Foto do Mineral
Cristal de childrenita
Clivagem - Imperfeita
Dureza -
4,5 - 5
Densidade relativa - 3,18 - 3,25
Fratura - Conchoidal
Brilho -
Vítreo a resinoso
Cor -
Amarelo, verde ou marrom-escuro


Associação -
Pode estar associada ao mineral eosforita com o qual forma série e outros minerais ricos em alumínio e fosfato.
Propriedades Diagnósticas -
 Pode ser identificada pela cor e hábito.
Ocorrência -
Encontrada em zonas de oxidação.
Usos - Gema.


Descloisita 

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
Cristais de descloisita
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - Pb (Zn,Cu)VO4(OH)
Composição - 
Vanadato de chumbo e zinco hidratado. 24,4% VO3 , 20,1% ZnO , 55,1% PbO , 2,2% H2O
Cristalografia -
Ortorrômbico
        Classe -
Bipiramidal rômbica

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Granular, prismático, arborescente.
Clivagem -
Perfeita (001)
Dureza -
3,5
Densidade relativa - 6,2
Fratura -
Conchoídal
Brilho -
Resinoso
a adamantino
Cor -
Incolor, marrom-amarelado, preto, verde, vermelho

Associação -
Associada a vanadinita, cerussita, piromorfita. 

Propriedades Diagnósticas -
Densidade, dureza e associação mineral.
Ocorrência -
Formada na zona de oxidação de depósitos minerais metálicos, como zinco e chumbo.
Usos - Um dos principais minerais de minério de vanádio.


Eritrita 


Fórmula Química - Co3(AsO4)2.8H2O

Composição - 
Arsenato de cobalto hidratado. 41,5% Co2O3 , 33,4% As2O5 , 24,0% H2O

Cristalografia -
Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Prismático (estriado), globular, riniforme.
Foto do Mineral
Cristais (vermelhos) de eritrita
Clivagem - Perfeita (010)
Dureza -
1,5 - 2,5
Densidade relativa -
3,0 - 3,1
Fratura -
Conchoídal
Brilho -
Perláceo a lustroso
Cor -
Salmão-avermelhado
,vermelho, cinza
 
Associação -
Associada a minerais de cobalto. 
Propriedades Diagnósticas -
Odor característico de arsênio quando aquecido, solúvel em HCl, associação mineral.  
Ocorrência -
Mineral de origem secundária, encontrado nas porções superiores depósitos de minerais de cobalto
Usos -
Fonte de cobalto.


Lazulita 
Foto do Mineral Forma Cristalográfica
Cristais prismáticos de lazulita
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - (Mg,Fe)Al2(PO4)2(OH)2
Composição - 
Fosfato de alumínio e magnésio hidratado. 46,9% P2O5 , 33,7% Al2O3 , 13,3% Mg , 5,9% H2O
Cristalografia -
Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Piramidal, granular, compacto.
Clivagem -
Prismática, indistinta.
Dureza -
5 - 6 h
Densidade relativa -
3 - 3,1
Fratura -
Irregular
Brilho -
Vítreo
Cor -
Azulado a esverdeado.

Associação -
Associada a quartzo.
Propriedades Diagnósticas -
Forma cristalina brilho intenso, dureza elevada e teste do radical fosfato. 
Ocorrência -
Usualmente encontrado em veios pegmatíticos.
Usos -
Gemas.


Mimetita 
Fórmula Química - Pb5(AsO4)3Cl

Composição -
Fosfato complexo de chumbo e cloro. 19,9% As2
O3, 74,9% PbO, 2,4% Cl.

Cristalografia -
Hexagonal
        Classe -
Bipiramidal hexagonal

Propriedades Ópticas -
Uniaxial negativo

Hábito -
Globular, mamelonar, prismático
Foto do Mineral
Cristais prismáticos mimetita
Clivagem - Imperfeita em (10-11)
Dureza -
3,5 - 4
Densidade relativa -
6,5 - 7,1
Fratura -
Subconchoídal
Brilho -
Resinoso
Cor -
A
marelo-pálido a marrom, laranja-amarelado, branco a incolor

Associação -
Associada a minerais de Pb, como galena e cerussita. 
Propriedades Diagnósticas -
Forma hexagonal, alta densidade, brilho resinoso e ensaios químicos
Ocorrência -
Mineral de origem secundária, encontrado freqüentemente em depósitos de chumbo, mas raramente em grande quantidade.
Usos -
Minério de Pb de pouca importância .


Monazita 
Foto do Mineral Forma Cristalográfica
bdmonazita.gif (6867 bytes)
Cristal de monazita
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - (Ce,La,Nd,Th)PO4
Composição -  Fosfato de cério, lantânio e outros metais. 16,9% La2O3 , 34,1% Ce2O3 , 5,5 % ThO2 , 29,5% P2O5 , 14,0% Nd2O3
Cristalografia -
Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Prismático, granular
Clivagem -
Perfeita {001}
Partição -
Incomum {001} e {110}
Dureza -
5 - 5,5
Densidade relativa - 4,9 - 5.3
Fratura -
Conchoídal
Brilho -
Lustroso a resinoso
Cor -
Vermelho, a
marelo-amarronzado

Associação -
Variada. 

Propriedades Diagnósticas -
Quase insolúvel em HCl, atacado lentamente pelo HNO3, cor da chama e outros testes químicos. 
Ocorrência -
Mineral acessório em granitos, gnáisses, aplitos e pegmatitos. Em depósitos sedimentares (areias).
Usos - Fonte de Th e terras raras, em especial Ce.


Piromorfita 

Fórmula Química - Pb5(PO4)3Cl

Composição -
Fosfato de chumbo e cloro. 15,7% P2O5 , 82,3% PbO , 2,6% Cl

Cristalografia -
Hexagonal
        Classe -
Bipiramidal hexagonal

Propriedades Ópticas -
Uniaxial negativo

Hábito -
Globular, reiniforme, botroídal
Foto do Mineral
Piromorfita com hábito prismático
Clivagem - Imperfeita em (10-10) e (10-11)
Dureza -
3,5 - 4
Densidade relativa - 6,5 - 7,1
Fratura -
Subconchoídal
Brilho -
Resinoso
Cor -
Verde, amarelo, marrom.

Associação -
Associada a minerais de Pb, como galena e cerussita. 
Propriedades Diagnósticas -
Forma hexagonal, alta densidade, brilho resinoso e por ensaios químicos
Ocorrência -
Mineral de origem secundária, encontrado freqüentemente em depósitos de chumbo, mas raramente em grande quantidade.
Usos -
Minério de Pb de pouca importância .


Purpurita 
Fórmula Química - (Mn,Fe)PO4.H2O

Composição - 
Fosfato de manganês.  52,6% Mn2O3 , 47,3% P2O5 

Cristalografia -
Ortorrômbico, isomorfo da heterosita
        Classe -
Diesfenoídal

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Maciço, granular.
Foto do Mineral
Cristais de purpurita
Clivagem - Perfeita (100) e (001)
Dureza -
4 - 4,5
Densidade relativa -
3,2 - 3,4
Brilho -
Submetálico a nacarado
Cor -
Púrpura, violeta, rosa-escuro


Associação -
Associada a elbaíta, litiofilita, trifilita. 
Propriedades Diagnósticas -
Cor, brilho e associação mineral. 
Ocorrência -
Encontrado em zonas de oxidação em jazidas de manganês; presente também em pegmatitos.
Usos -
Obtenção de ferro e manganês.


Tirolita 
Fórmula Química - Cu5Ca(AsO4)2(CO3).(OH)4.6H2O

Composição - 
Arsenato-carbonato básico de cobre e cálcio hidratado. 4,7% Ca , 34,0% Cu , 17,8% As , 1,8% H , 1,4% C , 40,5% O

Cristalografia -
Ortorrômbico
        Classe -
Bipiramidal rômbica

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Tabular, radial, mamelolar
Foto do Mineral
Cristais maçicos de tirolita
Clivagem - Distinta (110) e (001)
Dureza -
1,5 - 2
Densidade relativa -
3,1 - 3,2
Fratura -
Conchoidal
Brilho -
Vítreo a perláceo.
Cor -
Azul, azul-esverdeado.

Associação -
Associada a minerais de cobre, como calcofilita e malaquita. 

Propriedades Diagnósticas -
Hábito, densidade, cor e associação. 
Ocorrência -
Freqüentemente por alteração de minerais de cobre.
Usos -
Mineral de minério de cobre de pouco importância.

 
 Torbenita 
Fórmula Química - Cu(UO2.PO4)2.8-12(H2O)

Composição - 
Fosfato-uranato  de cobre hidratado. 8,0% CuO - 54,4 UO2 - 14,3% P2O5 - 19,9% H2O

Cristalografia -
Tetragonal
        Classe -
Bipiramidal ditetragonal

Propriedades Ópticas -
Uniaxial negativo
Foto do Mineral
Cristal de torbernita
Clivagem - Boa {001}
Hábito - Tabular, escamoso, puvirolento
Dureza - 2 - 2,5
Densidade relativa - 3,2
Fratura -
Ausente
Brilho -
Vítreo a nacarado
Cor -
Verde-esmeralda.

Associação -
Associada a autunita e a outros minerais secundários de urânio. 
Propriedades Diagnósticas -
Radiotividade, cor e hábito tabular. 
Ocorrência -
Forma-se em zonas de oxidação de pegmatitos, em jazidas hidrotermais de urânio e em algumas rochas sedimentares.
Usos -
Fonte de urânio.


Trifilita 
Fórmula Química - Li(Fe,Mn)PO4

Composição -
Fosfato de lítio e ferro. 45% P2O5 , 45,5% FeO , 9,5% Li2O.

Cristalografia -
Ortorrômbico
        Classe -
Diesfenoídal

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Maciço.
Foto do Mineral
Cristais azuis de trifilita associados a quartzo.
Clivagem - Perfeita (001)
Dureza -
4,5 - 5 (Mohs)
Densidade relativa - 3,42 - 3,56
Fratura -
Subconchoídal
Brilho -
Vítreo a resinoso
Cor -
Verde, rosa amarelado / acinzentado, azulada.

Associação -
Associado a berilo, espodumênio, turmalina, granada, micas. 
Propriedades Diagnósticas -
Reconhecida por tornar-se magnética ou ser aquecida em chama redutora; presença de clivagem em ângulo reto e brilho resinoso.
Ocorrência -
Encontrado em pegmatitos e graníticos. .
Usos -
Minério de Li, em alguns casos como gema.


Turqueza 
Fórmula Química - CuAl6(PO4)4 (OH)8.5H2O

Composição - 
Fosfato de alumínio e cobre hidratado. 34,9% P2O5 , 37,6% Al2O3 , 9,7% CuO , 17,7% H2O. 

Cristalografia -
Triclínico
        Classe -
Pinacoídal

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Amorfo a criptocristalino.
Foto do Mineral
Cristal de turqueza
Clivagem - Em duas direções, imperfeitas
Dureza -
5 - 6
Densidade relativa -
2,6 - 2,8
Fratura -
Subconchoídal
Brilho -
Céreo a opaco.
Cor -
A
zul celeste, verde azulado a verde maça.

Associação -
Associada a apatita, minerais aluminosos e feldspáticos. 

Propriedades Diagnósticas -
Solúvel em ácido apenas após a queima, dureza baixa e brilho. 
Ocorrência -
Mineral de origem secundária encontado em veios e pequenas massas em rochas vulcânicas parcialmente decompostas por processos hidrotermais de baixa temperatura.
Usos - Pedra preciosa.


Vanadinita 

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
Cristais avermelhados de vanadinita
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - Pb5(VO4)3Cl
Composição - 
Vanadato de chumbo. 20,9% VO3, 78,8% PbO, 2,5% Cl
Cristalografia -
Hexagonal
        Classe -
Bipiramidal hexagonal

Propriedades Ópticas -
Uniaxial negativo

Hábito -
Globular, fibroso.
Clivagem -
Ausente
Dureza -
3,5 - 4
Densidade relativa -
6,7 - 7,1
Fratura -
Conchoídal
Brilho -
Vítreo a adamantino
Cor -
Vermelho-alaranjado, castanho, amarelo, vermelho.
Associação -
Associada a wulffenita, descloisita. 
Propriedades Diagnósticas -
Forma cristalina, brilho intenso e dureza elevada. 
Ocorrência -
Encontrado em zonas de oxidação em jazidas de chumbo.
Usos -
Fonte de vanádio e secundariomente de chumbo.


Vivianita 
Fórmula Química - Fe3(PO4)2.8H2O

Composição -
Fosfato de ferro hidratado. 28,3% P2O5 , 47,7% Fe2O3, 28,7 H2O

Cristalografia -
Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Uniaxial positivo

Hábito -
Prismático e estriado verticalmente, muitas vezes radiados, nodulares ou terrosos
Foto do Mineral
Cristais de vivianita
Clivagem - Perfeita {010}
Dureza -
1,5 - 2
Densidade relativa - 2,6 - 2,7
Fratura -
Ausente
Brilho -
Vítreo
Cor -
Incolor quando exposta a luz azul e verde quando exposto a atmosfera

Associação -
Associada a fosfatos primários de Mn e Fe. 
Propriedades Diagnósticas -
Caracterizado pela cor azul a verde, associado a propriedades ópticas (azul pleocróico) e químicas (positivo para o radical fosfato). Pode ser reconhecida também pela fácil oxidação do Fe.
Ocorrência -
Mineral raro de origem secundária, pode ser encontrada em pegmatitos.
Usos -
Pode ser usado como adorno.


Wavellita 
Fórmula Química - Al3(OH, F)3(PO4)2.5H2O

Composição - 
Fosfato de alumínio hidratado. 34,4% P2O5 , 37,0% Al2O3 , 27,7% H2O, 1,4% F

Cristalografia -
Ortorrômbico
        Classe -
Diesfenoídal

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Fibroso, radial e globular
Foto do Mineral
Cristal de wavellita (verde) em rocha
Clivagem - Imperfeita em (010) e (101)
Dureza -
3,5 - 4
Densidade relativa -
2,3 - 2,4
Fratura -
Subconchoídal
Brilho -
Lustroso, vítreo, perláceo a resinoso
Cor -
Branco, v
erde, amarelo, marrom ou preto

Associação -
Associada a apatita, limonita e ambligonita. 

Propriedades Diagnósticas -
Solúvel em H2SO4 e NaOH, hábito e brilho. 
Ocorrência -
Mineral comum de origem secundária, encontrado em camadas e depósitos fosfáticos. Em depósitos de ferro associado a limonita. Pode aparecer em pegmatitos.
Usos -
Pode ser usada na fabricação de fertilizantes, ração animal, detergentes e inseticidas.

 
 
 Xenotímio

Fórmula Química - YPO4

Composição -
Fosfato de ítrio, podendo conter terras raras em pequenas proporções. 61,4% Y2O3 , 38,6% P2O5

Cristalografia -
Tetragonal
        Classe -
Bipiramidal d
itetragonal

Propriedades Ópticas -
Uniaxial- positivo

Hábito -
Prismático
Foto do Mineral
Cristal de xenotímio com hábito prismático
Clivagem - Boa em (100)
Dureza -
4 - 5
Densidade relativa -
4,4 - 5,1
Fratura -
Irregular
Brilho - Vítreo
Cor -
Amarelo-pálido, roxo ou cinza

Associação -
Pode estar associada a rutilo, cassiterita, zircão, apatita, monazita e allanita.
Propriedades Diagnósticas -
Fragilidade, radioatividade, dureza, propriedades óticas e solubilidade em H2SO4.
Ocorrência -
Ocorre em granitos  e pegmatitos em forma de pequenos cristais dispersos.
Usos -
Fonte potencial de ítrio e elementos terras raras.