segunda-feira, 24 de junho de 2013

Mineral GRUPO DOS SILICATOS - SUBGRUPO DOS SOROSSILICATOS

Este grupo caracteriza-se pelos grupos tetraédricos duplos, isolados, onde dois tetraedros SiO4 são unidos por um dos oxigênio comum a dois tetraedros.
O grupo do epidoto constitui-se no conjunto mais importante dos sorossilicatos; neste, a estrutura consiste em cadeias de octaedros de AlO6 e AlO4(OH)2 unidos por grupos SiO4 e Si2O7 isolados, resultando em estrutura complexa que, como o grupo da granada, apresenta duas espécies diferentes de posições catiônicas: uma ocupada por cátion relativamente grande, de carga fraca, como o cálcio ou o sódio (posição X), e outra por íons menores, de cargas mais elevadas, incluindo Al, Fe3+, Mn3+ e mais raramente o Mn2+ (posição Y). Pelo exposto, a formula geral deste grupo pode ser escrita da seguinte maneira X2Y3O(SiO4)(SiO7)(OH,F), onde X= Ca, Na, Pb, Sr, Ce3+, La3+, Y3+,Th, Fe2+, Mn2+, Mn3+ e Y= Al, Fe3+, Mg, Be, Mn3+, Fe2+, Mn2+, Ti, Cr. Todavia, o epidoto mais comum contém pouco manganês e quase nenhum dos íons mais raros relacionados acima, tendo uma composição que pode ser representada por uma relação simples do alumínio para o ferro férrico.
Excetuando a zoisita, que possui estrutura interpretável como resultante do polimorfo da clinozoizito-monoclínica, mediante uma simples duplicação da cela unitária ao longo do eixo a, à maneira de uma geminação, os membros do grupo do epidoto são isoestruturais, formando cristais monoclínicos, alongados, caracteristicamente na direção do eixo b.

Hemimorfita (Calamina) 

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
  bdcalamina.gif (2569 bytes)
Agregados cristalinos de hemimorfita
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - Zn4Si3O(OH)2
Composição -
 67,58 % ZnO, 24,94 % SiO2, 7,48 % H2O
Cristalografia - Ortorrômbico
        Classe - Bipiramidal Ortorrômbica

Propriedades Ópticas - Biaxial positivo

Hábito -
Tabular, prismático, botroídal, maciço, granular
Clivagem - Perfeita {110}
Dureza -
4,5 - 5

Densidade relativa-
3,4 - 4,5
Fratura -
Subconchoídal
Brilho -
Vítreo, subperláceo
Cor -
Azul, verde, amarelo, marrom

Associação -
Associada a smithsonita, willemita, sulfetos de zinco, ferro e cobre.
Propriedades Diagnósticas -
Estrias paralelas ao eixo b, hábito, traço branco, cor, associação mineral.
Ocorrência -
Encontrados em veios ou camadas de rochas calcárias.
Usos - Fonte de zinco.


 Lavenita


Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais de lavenita (amarelos)
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - (Na,Ca,Fe,Mn)3(Zr,Nb,Ti)SiO7(OH,F)
Composição - 
13,24 % Na2O,  8,98 % CaO, 29,61 % ZrO2, 4,27 % TiO2, 5,68 % MnO, 3,55 % Nb2O5,  3,84 % FeO, 32,09 % SiO2,  0,72 % H2O
Cristalografia - Monoclínico
        Classe - Esfenoídal

Propriedades Ópticas - Biaxial negativo

Hábito - Prismático
Clivagem - Boa {100}
Dureza - 6
Densidade relativa - 3,4 - 3,5
Brilho -
Vítreo
Cor - Incolor, amarelo, marrom


Associação -
Associada a astrofilita, rosenbuschita, catapleíta.

Propriedades Diagnósticas -
Geminação lamelar em {100}, solúvel em HCl, propriedades ópticas
Ocorrência -
Encontrado como mineral acessório em nefelina sienitos ou pegmatitos.
Usos -
Não apresenta.  

 Lawsonita

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais de lawsonita
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - CaAl2(OH)2Si2O7H20
Composição - 
17,85 % CaO, 32,45 % Al2O3, 38,24 % SiO2, 11,47 % H2O
Cristalografia - Ortorrômbico
        Classe -
Bipiramidal rômbica

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
Prismático, tabular
Clivagem -
Perfeita em {100} e {010}
Dureza - 6,0 - 6,5
Densidade relativa -
3 - 3,1
Brilho -
Vítreo a graxo
Cor - Incolor, azul-pálido, cinza-pálido.


Associação -
Associada a granada, clorita, albita, pumpellyíta, titanita e allanita.

Propriedades Diagnósticas -
Associação mineral e propriedades ópticas. 
Ocorrência - Mineral secundário em alterações de gabros e dioritos ou como mineral acessório em certos xistos azuis de alta pressão.

Usos - Não apresenta.


 Melilita


Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais de melilita
Forma cristalográficas
Fórmula Química - (Ca,Na)2(Mg,Fe,Al,Si)3O7
Composição -
 31,35 % CaO,  4,51 % MgO, 20,90 % Al2O3, 2,68 % FeO, 33,59 % SiO2
Cristalografia - Tetragonal
        Classe -
Escalenoedral

Propriedades Ópticas - Uniaxial positivo ou negativo

Hábito -
Prismático, tabular
Clivagem - 
Moderada {001}
Dureza -
5 - 6

Densidade relativa -
2,9 - 3,1
Fratura -
Conchoídal
Brilho -
Vítreo a resinoso
Cor -
Amarelo, marrom, marrom-esverdeado

Associação -
Associado a olivinas.
Propriedades Diagnósticas -
Prismas tetragonais ou pseudo-octagonais, propriedades ópticas, cor.
Ocorrência -
Mineral comum, contituinte de rochas ricas em feldspatóides, como nefelina basaltos e leucititos.
Usos - Não apresenta.


 Pumpellyíta

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
  bdpumpelleita.gif (7128 bytes)
Cristal de pumpellyita em rocha ( brancos )
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - Ca4 (Mg,Fe)(Al,Fe)5O (Si2O7)2(SiO4)2(OH)3·2(H2O)
Composição -
 Alumino-silicato de cálcio e ferro hidratado. 21.01 % Al2O3, 14.81 % FeO, 37.15 % SiO2, 5.57 % H2O .  
Cristalografia - Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas - Biaxial positivo

Hábito -
Fibroso, tabular, radial, rosetas
Clivagem - 
Boa em (001)
Dureza -
6,0
Densidade relativa -
3 - 3,2
Fratura -
Subconchoidal
Brilho -
Vítreo
Cor -
Azul, verde a marrom

Associação -
Associada a minerais de cobre.
Propriedades Diagnósticas -
Hábito, associação mineral, densidade, cor. 
Ocorrência -
Encontrada em depósitos de cobre, preenchendo amígdalas ou vesículas.
Usos -
Não apresenta.


Vesuvianita (idocrásio) 

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais de vesuvianita (marrons)
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - Ca10(Mg,Fe)2Al4[Si2 O7]2[SiO2]5(OH,F)4
Composição - 
5,67 % MgO, 14,34 % Al2O3, 38,03 % SiO2, 2,53 % H2O
Cristalografia - Tetragonal
        Classe - Bipiramidal tetragonal

Propriedades Ópticas - Uniaxial negativo

Hábito -
Prismático, piramidal, colunar, granular.
Clivagem - Fraca {110}
Dureza - 6 - 7
Densidade relativa - 3,3 - 3,4
Fratura - Subconchoidal
Brilho - Vítreo a resinoso
Cor - Amarelo, verde, marrom, raramente vermelho ou azul


Associação -
Associada a grossulária, flogopita, diopsídio, wollastonita. 

Propriedades Diagnósticas -
Hábito, facilmente fusível, propriedades ópticas e testes químicos. 
Ocorrência -
Ocorre principalmente em metamorfismo de contato ou regional em calcários. Presente também em skanitos e nefelina sienitos.
Usos - Gemas (variedades transparentes e boa tonalidade de cor).


Allanita 

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais tabulares ( escuros ) de allanita
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - (Ca,Fe,La,Ce,Y,Na)2(Al,Mg,Mn,Fe)3Si3O12OH
Composição - 
32,04 % Ce2O3, 5,51 % Y2O3, 18,66 % Al2O3, 9,74 % Fe2O3, 29,32 % SiO2,  1,47 % H2O
Cristalografia - Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Acicular, tabular, granular.
Clivagem -
Imperfeita {001}

Dureza - 5 - 6,5
Densidade relativa -
3,0 - 4,2
Fratura - Subconchoídal
Brilho -
Submetálico a resinoso
Cor - Marrom a preto

Associação -
Variável em rochas ácidas a básicas. 

Propriedades Diagnósticas -
Hábito, halos pleocróicos, em geral radioativa, testes químicos, propriedades ópticas.
Ocorrência -
Mineral acessório de várias rochas como granitos, sienitos, dioritos e pegmatitos. Em rochas metamórficas, ocorre em gnaisses, anfibolitos, skarnitos e outras. Raramente como espécie detríticas.
Usos - Pode ser fonte de terras raras.


 Clinozoizita


Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristal prismático de clinozoizita 
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - Ca2Al.Al2O.Si3O11OH
Composição - 
 33,66 % Al2O3,  39,67 % SiO2, 1,98 % H2O
Cristalografia - Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo


Hábito -
Prismático, colunar, granular.
Clivagem -
Perfeita {010}

Dureza - 6,5
Densidade relativa -
3,1 - 3,3
Brilho - Vítrio a resinoso
Cor - Branco-acinzentado, cinza, verde, amarelo, vermelho, rosa.

Associação -
Frequentemente associado a quartzo, feldspato, actinolita, axinita, clorita e outros.
Propriedades Diagnósticas -
Hábito, propriedades ópticas (opticamente positivo), testes químicos.
Ocorrência -
  Mineral tipicamente metamórfico e hidrotermal, ocorrendo em rochas como gnaisses, mica xistos, anfibolitos, serpentinitos, skarnitos; também ocorre e rochas como quartzitos, calcários e arenitos como produto de alteração.  Ocorre em basaltos, por alteração de albita (espilitização). Descrito também em granitos.
Usos - Pode ser usado como gema.


Epidoto (Pistacita)

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristal prismático de epidoto 
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - (Ca,Na,Fe)Al2O.Si3O11OH
Composição - 
 7,36 % Al2O3,  34,60 % Fe2O3, 34,71 % SiO2, 1,73 % H2O
Cristalografia - Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Acicular, tabular, granular.
Clivagem -
Perfeita {001}, imperfeita {001}

Dureza - 6
Densidade relativa -
3,3 - 3,4
Brilho - Vítreo a resinoso
Cor - Verde, amarelo, vermelho, marrom, cinza, preto.

Associação -
Frequentemente associado a quartzo, feldspato, actinolita, axinita, clorita e outros.
Propriedades Diagnósticas -
Cor (em geral amarelo-esverdeado), longitudinalmente estriado, clivagem, decomposto parcialmente em HCl.  
Ocorrência -
  Mineral tipicamente metamórfico e hidrotermal, ocorrendo em rochas como gnaisses, mica xistos, anfibolitos, serpentinitos, skarnitos; também ocorre em rochas como quartzitos, calcários e arenitos como produto de alteração.  Ocorre em basaltos, por alteração de albita (espilitização). Descrito também em granitos.
Usos - Usado como gema.


 Piemontita


Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais prismáticos de piemontita em rocha
Direções ópticas e cristalográficas
Fórmula Química - Ca2(Mn,Fe2+,Al)2AlOSi3O11(OH)
Composição - 
13,08 % MnO, 18,80 % Al2O3,   4,42 % FeO, 36,92 % SiO2,  1,85 % H2O
Cristalografia - Monoclínico
        Classe -
Prismática


Propriedades Ópticas - Biaxial positivo

Hábito -
Acicular, tabular, granular.
Clivagem -
Perfeita {001}

Dureza - 6 - 6,5
Densidade relativa -
3,4 - 3,6
Brilho - Vítreo a resinoso
Cor - Vermelho, marrom a preto (tricóico).

Associação -
Associada a sericita, quartzo, glaucofânio, muscovita,carbonatos
Propriedades Diagnósticas -
Cor, clivagem, sinal óptico, formula pleocróica e outras.  
Ocorrência -
  Mineral pouco frequente,  metamórfico ou hidrotermal, ocorrendo em rochas como sericita xistos, riolitos e andesitos. Ocorre também em depósitos de manganês, podendo ser de origem metassomática, típico de pressão alta.
Usos - Não apresenta.