quinta-feira, 4 de julho de 2013

Magneto-Telúrico


É um método eletromagnético cuja as fontes são as correntes telúricas em subsuperfície induzidas por campos magnéticos naturais de baixas frequências chamados campos magnetotelúricos.
Acredita-se que é resultado de fluxo de partículas energizadas na ionosfera, que por sua vez ocorrem devido à radiação solar.
Seu instrumento de medição são basicamente alguns sensores magnéticos, bobinas de indução ou magnetometros fluxgate, para medir o campo e alguns eletrodos para medir o campo elétrico, através da diferença de potencial.
As medidas obtidas são de resistividade e, devido ao longo comprimento de onda, de grandes corpos em regiões profundas. É utilizado na exploração de hidrocarbonetos, principalmente em regiões de complexo imageamento por outros métodos.
Atualmente tal método vem ganhando cada vez mais espaço na exploração de hidrocarbonetos devido à grande profundidade que alcança.
O marcante contraste de resistividade que os diápiros de sal e intrusões basálticas guardam com sedimentos em torno (frequentemente da ordem de dez vezes maior) acarretou no caráter indispensável da utilização do mesmo para avaliação de áreas-alvo localizadas no pré-sal ou sob vasta camada basáltica.