segunda-feira, 29 de julho de 2013

Telescópio Hubble registra centro de galáxia a 90 milhões de anos-luz

Objeto NGC 524 fica localizado na constelação de Peixes.
NGC 524 é do tipo lenticular, estado intermediário na evolução galáctica.


Centro da galáxia NGC 524 é visto pelo telescópio Hubble, da Nasa (Foto: Nasa/ESA/AFP)Centro da galáxia NGC 524 é visto pelo Telescópio Espacial Hubble, da Nasa (Foto: Nasa/ESA/AFP)
O Telescópio Espacial Hubble, da Nasa, captou uma imagem do centro da galáxia NGC 524, na constelação de Peixes, a 90 milhões de anos-luz da Terra. O registro foi divulgado pela agência americana na sexta-feira (26).

O objeto é do tipo lenticular (com formato de lente), um estado intermediário na evolução galáctica, entre os tipos espiral – como a Via Láctea – e elíptico, que tem forma esférica e pode ser resultante da união de duas galáxias espirais.
As galáxias espirais são um sistema estelar de meia-idade, com grandes braços ao redor que contêm milhões de astros. Junto com essas estrelas, existem grandes nuvens de gás e poeira que, quando estão muito densas, funcionam como uma espécie de "berçário" onde nascem novos astros.
A partir do momento em que todo o gás é esgotado ou perdido no espaço, os braços gradualmente desaparecem e o formato espiral começa a se enfraquecer.
Ao fim desse processo, o que resta é uma galáxia lenticular, um disco brilhante cheio de estrelas vermelhas, rodeadas por um pouco de gás e poeira. No caso da NGC 524, ainda há um movimento parecido com o das galáxias espirais, o que ajuda a explicar sua estrutura complexa.