quinta-feira, 18 de julho de 2013

BP amplia presença em E&P no Brasil


A BP anunciou hoje que concluiu acordo com a Petróleo Brasileiro S.A. (Petrobras) de parceria em cinco concessões de exploração e produção em águas profundas, operadas pela Petrobras na bacia Potiguar, localizada na margem equatorial brasileira.
A operação está sujeita às aprovações regulatórias. A BP Energy do Brasil Ltda. assumirá 30% de participação nos blocos POT-M-663 e POT-M-760 (contrato BM-POT-16) e 40% nos blocos POT-M-665, POT-M-853 e POT-M-855 (contrato BM-POT-17). Juntos, os cinco blocos cobrem uma área total de 3.837 quilômetros quadrados.
O presidente da BP Brasil, Guillermo Quintero, afirmou que esse é mais um passo na construção da presença da companhia no Brasil: "Desde 2011, quando assumimos participação em dez blocos com a aquisição da Devon Energy do Brasil, ampliamos nosso portfólio de exploração e produção para 27 concessões em sete bacias, incluindo o maior portfólio de exploração em águas profundas de uma empresa internacional de petróleo no Brasil".
Após a aprovação da parceria e a assinatura dos contratos de concessão dos blocos adquiridos na 11ª Rodada da ANP, a BP deterá concessões em 27 blocos no Brasil, sendo operadora em oito deles. A Petrobras também terá participação em 22 desses blocos, operando em 12 deles, enquanto outros seis serão operados pela Total e quatro pela BP.

Mapa das Concessões da BP


Informações adicionais

  • Os contratos BM-POT-16 e BM-POT-17 foram concedidos na Sétima Rodada de Licitações, em 2005. Eles estão localizados entre 40 e 110 quilômetros da costa dos estados do Rio Grande do Norte e Ceará, em águas com profundidade entre 1400 e 2100 metros.
  • Após aprovações regulatórias, o BM-POT-16 será explorado por um consórcio formado por Petrobras (operadora, com 30%), BP (30%), Petrogal Brasil S.A. (20%) e IBV (20%), enquanto o BM-POT-17 será explorado por Petrobras (operadora, com 40%), BP (40%) e Petrogal Brasil S.A. (20%).
  • A BP está presente no Brasil desde 1957 e atualmente opera em quatro diferentes segmentos no país: exploração e produção de petróleo e gás natural (BP Energy), produção de etanol (BP Biocombustíveis), lubrificantes (Castrol) e combustíveis de aviação (Air BP).
  • A BP Energy do Brasil tem hoje 14 concessões em cinco bacias brasileiras, não incluindo os oito blocos adquiridos na 11a Rodada de Licitações (os acordos de concessão devem ser assinados em agosto) e a parceria anunciada hoje.
  • A BP opera três plantas de produção de etanol no Brasil, com uma capacidade total de processamento de 7,5 milhões de toneladas por ano.
  • A Air BP opera e 18 aeroportos no país, fornecendo combustível para aviação comercial, militar e geral.
  • A Castrol oferece lubrificantes para os setores automotivo, industrial e naval.
  • Assim que a parceria na Bacia Potiguar estiver aprovada e os contratos de concessão da 11ª Rodada assinados, as empresas do Grupo BP estarão presentes em 14 estados brasileiros (Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte e São Paulo) e no Distrito Federal.