quarta-feira, 31 de julho de 2013

Fóssil de réptil de 150 milhões de anos é descoberto no Brasil

Paleontólogos de Ribeirão Preto (SP) encontraram material no Maranhão.
Possibilidade é de que outros animais do período sejam encontrados no local.


Pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto (SP) anunciaram ter descoberto fósseis de um réptil jurássico que habitou o Brasil. O animal é um crocodiliforme - um ancestral de jacaré - de 1 metro de comprimento, encontrado em 2012 na cidade de Nova Iorque (MA). A descoberta foi publicada em uma revista científica da Alemanha. Os estudiosos agora devem intensificar as pesquisas naquela região em busca de novos grupos de fósseis que o local pode abrigar.
Segundo o professor Max Cardoso Langer, o fóssil, encontrado em uma rocha de arenito no Maranhão, tem mais de 150 milhões de anos. Denominado bratacomimus, o réptil, muito parecido com o jacaré, era um predador aquático. "A gente descobre um pouco sobre a origem dos jacarés atuais. A gente tem hoje animais que são predadores de ambientes aquáticos, e essa descoberta nova é um desses animais. Ou seja, já no período Jurássico os jacarés ocupavam esse nicho de grandes predadores aquáticos, piscívoros, se alimentando de peixes", afirma.

Para a pesquisa brasileira, a descoberta é um passo para a busca de novos fósseis desse tipo de réptil e até de outros grupos de animais que viveram no Jurássico. "Esse novo crocodiliforme é o primeiro réptil jurássico descoberto no Brasil. Até então a gente conhecia peixes, pegadas de alguns animais dessa idade, mas nunca um crânio ou um esqueleto completo.  A gente agora passa a ter registro no Brasil de répteis jurássicos, e é interessante para a gente tentar buscar e encontrar novos fósseis desse animais", diz Langer.
Novas pesquisas
Os paleontólogos da USP devem voltar ao município de Nova Iorque para continuar os estudos na região das rochas onde o réptil foi encontrado. "As perspectivas são várias, desde continuar estudando o próprio material que já foi coletado e que ainda não foi preparado até novos trabalhos de campo na área para buscar outros fósseis, tanto de crocodiliformes quanto de qualquer outro grupo que seja interessante. Dinossauros, mamíferos, aves, seja lá o que aparecer", afirma o paleontólogo Felipe Chinaglia Montefeltro.
  • Fóssil de réptil encontrado no Maranhão é do período jurássico (Foto: Maurício Glauco/ EPTV)Fóssil de réptil encontrado no Maranhão é do período jurássico (Foto: Maurício Glauco/ EPTV)