terça-feira, 16 de Julho de 2013

Constelações


Constelações são agrupamentos aparentes de estrelas os quais os astrônomos da antiguidade imaginaram formar figuras de pessoas, animais ou objetos. Numa noite escura, pode-se ver entre 1000 e 1500 estrelas, sendo que cada estrela pertence a alguma constelação. As constelações nos ajudam a separar o céu em porções menores, mas identificá-las é em geral muito difícil.
Orion
Uma constelação fácil de enxergar é Órion, mostrada na figura acima como é vista no hemisfério sul. Para identificá-la devemos localizar 3 estrelas próximas entre si, de mesmo brilho, e alinhadas. Elas são chamadas Três Marias, e formam o cinturão da constelação de Órion, o caçador. Seus nomes são Mintaka, Alnilan e Alnitaka. A constelação tem a forma de um quadrilátero com as Três Marias no centro. O vértice nordeste do quadrilátero é formado pela estrela avermelhada Betelgeuse, que marca o ombro direito do caçador. O vértice sudoeste do quadrilátero é formado pela estrela azulada Rigel, que marca o pé esquerdo de Órion. Estas são as estrelas mais brilhantes da constelação. Como vemos, no hemisfério Sul Órion aparece de ponta cabeça. Segundo a lenda, Órion estava acompanhado de dois cães de caça, representadas pelas constelaçõs do Cão Maior e do Cão Menor. A estrela mais brilhante do Cão Maior, Sírius, é também a estrela mais brilhante do céu, e é facilmente identificável a sudeste das Três Marias. Procyon é a estrela mais brilhante do Cão Menor, e aparece a leste das Três Marias. Betelgeuse, Sírius e Procyon formam um grande triângulo, como pode ser visto no esquema abaixo.
Mapa
distantes
As estrelas de uma constelação só estão aparentemente próximas na esfera celeste, pois na verdade estão a distâncias reais diferentes.
Quando você olha em um atlas do céu, você encontra as constelações representadas em diagramas como o abaixo, em que as estrelas são desenhadas com tamanhos diferentes para representar brilhos diferentes. Note que este diagrama mostra Órion na orientaçâo em que é vista no hemisfério norte.
Orion Orion
As constelações surgiram na antiguidade para ajudar a identificar as estações do ano. Por exemplo, a constelação do Escorpião é típica do inverno do hemisfério sul, já que em junho ela é visível a noite toda. Já Órion é visível a noite toda em dezembro e, portanto, típica do verão do hemisfério sul. Alguns historiadores suspeitam que muitos dos mitos associados às constelações foram inventados para ajudar os agricultores a lembrarem quando deveriam plantar e colher.
As constelações mudam com o tempo, e em 1929 a União Astronômica Internacional adotou 88 constelações oficiais, de modo que cada estrela do céu faz parte de uma constelação. Cada constelação tem sua coordenada.
28ago12
Estrelas e constelações aparentes ao pôr-do-Sol no dia 28 de março de 2012, às 18h13m, voltado para o oeste em Porto Alegre, cobrindo 180°×111°, gerado pelo Starry Night.

Lista alfabetica das constelações, em Latim e Português

  • Andromeda, Andrômeda (mit.)
  • Antlia, Bomba de Ar
  • Apus, Ave do Paraíso
  • Aquarius, Aquário
  • Aquila, Águia
  • Ara, Altar
  • Aries, Áries (Carneiro)
  • Auriga, Cocheiro
  • Boötes, Pastor
  • Caelum, Buril de Escultor
  • Camelopardalis, Girafa
  • Cancer, Câncer (Caranguejo)
  • Canes Venatici, Cães de Caça
  • Canis Major, Cão Maior
  • Canis Minor, Cão Menor
  • Capricornus, Capricórnio (Cabra)
  • Carina, Quilha (do Navio)
  • Cassiopeia, Cassiopéia (mit.)
  • Centaurus, Centauro
  • Cepheus, Cefeu ( mit.)
  • Cetus, Baleia
  • Chamaeleon, Camaleão
  • Circinus, Compasso
  • Columba, Pomba
  • Coma Berenices, Cabeleira
  • Corona Austrina, Coroa Austral
  • Corona Borealis, Coroa Boreal
  • Corvus, Corvo
  • Crater, Taça
  • Crux, Cruzeiro do Sul
  • Cygnus, Cisne
  • Delphinus, Delfim
  • Dorado, Dourado (Peixe)
  • Draco, Dragão
  • Equuleus, Cabeça de Cavalo
  • Eridanus, Eridano
  • Fornax, Forno
  • Gemini, Gêmeos
  • Grus, Grou
  • Hercules, Hércules
  • Horologium, Relógio
  • Hydra, Cobra Fêmea
  • Hydrus, Cobra macho
  • Indus, Índio
  • Lacerta, Lagarto
  • Leo, Leão
  • Leo Minor, Leão Menor
  • Lepus, Lebre
  • Libra, Libra (Balança)
  • Lupus, Lobo
  • Lynx, Lince
  • Lyra, Lira
  • Mensa, Montanha da Mesa
  • Microscopium, Microscópio
  • Monoceros, Unicórnio
  • Musca, Mosca
  • Normai, Régua
  • Octans, Octante
  • Ophiuchus, Ofiúco (Caçador de Serpentes)
  • Orion, Órion (Caçador)
  • Pavo, Pavão
  • Pegasus, Pégaso (Cavalo Alado)
  • Perseus, Perseu (mit.)
  • Phoenix, Fênix
  • Pictor, Cavalete do Pintor
  • Pisces, Peixes
  • Piscis Austrinus, Peixe Austral
  • Puppis, Popa (do Navio)
  • Pyxis, Bússola
  • Reticulum, Retículo
  • Sagitta, Flecha
  • Sagittarius, Sagitário
  • Scorpius, Escorpião
  • Sculptor, Escultor
  • Scutum, Escudo
  • Serpens, Serpente
  • Sextans, Sextante
  • Taurus, Touro
  • Telescopium, Telescópio
  • Triangulum, Triângulo
  • Triangulum Australe, Triângulo Austral
  • Tucana, Tucano
  • Ursa Major, Ursa maior
  • Ursa Minor, Ursa Menor
  • Vela, Vela (do Navio)
  • Virgo, Virgem
  • Volans, Peixe Voador
  • Vulpecula, Raposa
Essas constelações foram definidas por:
  1. Claudius Ptolomaeus, no Almagesto em cerca de 150 d.C.;
  2. Johann Bayer (1572-1625), astrônomo alemão, no Uranometria em 1603;
  3. Johannes Hevelius (1611-1689), astrônomo alemão-polonês, e
  4. Nicolas Louis de Lacaille (1713-1762), astrônomo francês, nos Memórias e Coelum Stelliferum em 1752 e 1763.