quinta-feira, 4 de julho de 2013

Investigação geofísica de ambientes submersos

Os métodos geofísicos constituem um conjunto de ferramentas de investigação com aplicação, em especial, no estudo de áreas submersas rasas (áreas costeiras, rios, lagos e reservatórios), tendo em vista a natural inacessibilidade destes ambientes aos métodos de investigação convencionais.
O IPT utiliza principalmente os métodos sísmicos denominados batimetria (dupla frequência), sonografia (100 e 500 kHz) e perfilagem sísmica contínua (boomer e chirp) para dar suporte técnico a projetos que necessitam de conhecimento geológico e geotécnico de superfícies submersas, como a construção ou redimensionamento de portos e a instalação de molhes, dutos, marinas, pontes e túneis, entre outros. Os dados adquiridos pela utilização desses métodos de investigação dão também suporte a projetos relacionados à regeneração de praias, prospecção mineral, hidrovias, operações de dragagens, instalação de reservatórios para armazenamento de água, ou para contenção de cheias, e também a estudos de assoreamento de rios e reservatórios, além de projetos relacionados a atividades pesqueiras e arqueologia subaquática.