terça-feira, 2 de julho de 2013

Anão de jardim mostra diferenças na ação da gravidade

Anão de jardim mostra diferenças na ação da gravidade

Do Peru a Mumbai e do México a Sydney, um anão de jardim chamado Kern viaja pelo mundo inteiro, subindo na balança por onde quer que vá, uma experiência que demonstra que a gravidade terrestre não é exercida em todos os lugares com a mesma intensidade.
O anão com seu chapéu azul pontiagudo pesou em Mumbai, Índia, 307,56 gramas enquanto seu peso na Antártica foi de 309,82 gramas.
O projeto é financiado por um fabricante alemão de pesos de precisão, que queria fazer publicidade de seus produtos com a viagem do anão. Mas o périplo permite medir as variações da gravidade terrestre que afetam a massa de Kern.
"A maioria das pessoas não tem consciência de que a gravidade terrestre varia levemente segundo o local onde se está. A principal razão é a forma do nosso planeta", explicou em comunicado de imprensa o coordenador da experiência, Tommy Fimpel.
A forma da Terra, parecida a um esferoide achatado nos pólos, faz com que os corpos pesem até 0,5% a mais ou a menos em função do local da superfície terrestre onde se está, explicou.
A viagem de Kern, que por onde quer que vá é fotografado, o levará em breve a Snolab, centro canadense consagrado ao estudo de partículas elementais, situado dois quilômetros debaixo da superfície da Terra, o que faz dele o laboratório mais profundo do mundo.
Depois Kern visitará o Grande Colisor de Hádrons (LHC), o maior acelerador de partículas do mundo, no Centro Europeu de Pesquisa Nuclear (CERN), em Genebra, Suíça.
A viagem ao redor do mundo de Kern, seu peso e seu álbum de fotografias podem ser consultados no site.
AFP/UOL - 20/03/2012