quinta-feira, 22 de agosto de 2013

PALEOECOLOGIA


Definição de Paleoecologia

A Paleoecologia é o ramo da Paleontologia que visa o entendimento das relações entre os organismos antigos e seus ambientes, enquanto que a Ecologia é o ramo da Biologia que objetiva entender as relações entre os organismos atuais e os seus ambientes de vida (polígrafo de autor desconhecido).
As espécies vivas não evoluem isoladamente; fazem parte de comunidades biológicas, ou biocenoses, por sua vez integradas no meio de ecossistemas que abrangem o conjunto dos fatores físicos (clima, natureza dos solos, etc...) e biológicos (fauna e flora) do meio natural, os quais interactuam num dado lugar e numa dada época. Portanto, a Paleoecologia propõem-se descrever os ecossistemas do passado e compreender a sua estrutura e funcionamento, permitindo assim, recolocar os organismos fósseis no contexto físico e biológico da sua época (RICQLÈS,1989).
Devemos lembrar que os organismos somente se preservam como fósseis quando estão em condições especiais. A conservação de restos de animais e plantas, qua constituem os megafósseis, não é muito simples e portanto, geralmente são encontrados em quantidades relativamente pequenas.Assim sendo, fornecem uma informação limitada para a Paleoecologia.
Os microfósseis são constituidos por esporos, grãos de pólens, algas e animais microscópicos. Eles podem ser encontrados aos milhares em um centímetro cúbico de sedimento, o que dá uma base estatística confiável a sua ocorrência. Eles são hoje em dia, a principal fonte de dados para a recontrução de ambientes antigos (LABOURIAU, 1994).
A distribuição geográfica dos organismos depende, essencialmente, da disponibilidade de habitats (local onde o organismo vive), nos quais agemfatores relacionados com o clima, existência de alimento, substrato, etc...
Os estudos Paleoecológicos englobam dois tipos principais de enfoque: o primeiro envolve o estudo de uma única espécie ou grupo taxonômico restrito, geralmente enfatizando o seu modo de vida, morfologia funcional, estrutura populacional e adaptação ao ambiente. Trata-se de uma abordagem biológica, denominada paleoauticologia. Por sua vez, o estudo de comunidades de organismos fósseis, suas interrelações e distribuição ecológica, compõem a paleossinecologia.