sexta-feira, 31 de maio de 2013

Mineral GRUPO DOS HALÓIDES


Os Halóides caracterizam-se pela combinação dos íons halogênicos eletronegativos Cl-, B-, F- e I- com metais e metalóides. Esses íons são grandes, fracamente carregados e de fácil polarização e quando se combinam com cátions de baixa valência, relativamente grandes e fracamente polarizados, comportam-se como se fossem esféricos, gerando empacotamento de alta simetria, aspecto este exemplificado pela halita, silvita e fluorita, que são isométricos e hexaoctaédricos. Por outro lado, as cargas eletrostáticas fracas, aliadas a íons grandes, fazem com que as cargas sejam distribuídas sobre toda a superfície dos íons quase esféricos e, em conseqüência disto, os halóides constituem-se nos exemplos mais perfeitos de ligação iônica pura. Disto resulta dureza baixa, pontos de fusão moderado a altos, solubilidade fácil e má condutibilidade térmica e elétrica no estado cristalino. Já em solução a condução da eletricidade dá-se pelos íons e não pelos elétrons (processo eletrolítico).

A ligação iônica confere aos halogenetos a propriedade de serem excelentes condutores de eletricidade no estado de fusão, possibilitando a utilização comercial para a preparação do cloro e do sódio por eletrólise do cloreto em fusão nas celas Downs, e no processo Hall para a preparação eletrolítica do alumínio usando a criolita em estado de fusão.

Quando os íons halogênicos se combinam com cátions menores e mais fortemente polarizados do que os dos metais alcalinos, resultam estruturas de menor simetria e a ligação passa a ser de transição para covalente. Em tais estruturas, a água e a hidroxíla entram comumente como constituintes essenciais, como na atacamita e na carnallita. 

Atacamita 

Fórmula Química - Cu2Cl(OH)3
Composição - 
74,49 % CuO, 12,65 % H2O,16,60 % Cl. Polimorfo da paratacamita
Cristalografia -
Ortorrômbico
        Classe -
Diesfenoídal

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
Cristais prismáticos com estrias verticais ou tabulares, fibrosos e granulares
Foto do Mineral
Cristais de atacamita (verdes)
Clivagem - Perfeita em  {010}
Dureza -
3 - 3,5
Densidade relativa -
3,68
Brilho -
Vítreo a adamantino
Cor -
Verde

Associação -
Pode estar associado à malaquita e à azurita.
Propriedades Diagnósticas -
Solúvel em HCl, extinção paralela, fraca birrefringência e raio lento paralelo as clivagens, traço verde maçã.
Ocorrência -
Produto do intemperismo, em regiões desérticas, sobre minerais de minério sulfetados, como no Atacama (Chile). Altera-se com facilidade para malaquita e azurita.
Usos - Mineral de minério de Cu.


Boleíta 


Fórmula Química -
Pb9Cu8Ag3Cl21(OH)16.H2O
Composição - 
15,70 % Cu2O, 9,54 % Ag2O, 3,95 % H2O, 53,06 % PbO, 20,10 % Cl. .
Cristalografia -
Tetragonal
        Classe -
Bipiramidal tetragonal

Propriedades Ópticas -
Uniaxial negativo

Hábito - Pseudo cúbico 
Foto do Mineral
Cristais de boleita em rocha (azuis)
Clivagem - Basal perfeita e domática {101} distinta
Dureza -
3 - 3,5
Densidade relativa -
4,8 - 5,1
Brilho - Vítreo, perolado
Cor -
Azul índigo

Associação -
Mineral raro, pode estar associado a minerais de cobre.
Propriedades Diagnósticas -  
Solúvel em HNO3, coloração.
Ocorrência -
De Boléu, Baixa Califórnia (México).
Usos - Pode ser usado como gema.


Calomelano


Fórmula Química - HgCl
Composição - 
 88,37 %, Hg2O, 15,02 % Cl
Cristalografia -
Tetragonal
        Classe -
Bipiramidal tetragonal

Propriedades Ópticas -
Uniaxial  positivo

Hábito -
Prismático
Forma Cristalográfica
Direções ópticas e cristalográficas
Clivagem - Fraca em {100}e {011}
Dureza - 1,5 - 2
Densidade relativa -
6,4 - 6,5
Brilho -
Adamantino, resinoso
Cor -
Branco, cinza-amarelado, cinza, branco-amarelado ou marrom
Associação - Pode estar associado a minerais de Hg.
Propriedades Diagnósticas -
Brilho, cor e densidade.
Ocorrência -
Mineral de origem hidrotermal.
Usos - Mineral de minério de Hg.


Carnallita



Fórmula Química - KMgCl3.6(H2O)     

Composição -  14.07 %  K, 8.75 %  Mg, 4.35 %  H, 38.28 %  Cl, 34.55 %  O

Cristalografia -
Ortorrômbico
        Classe -
Bipiramidal rombica

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito -
 Maciço, granular,  pseudo-hexagonal,  fibroso
Foto do Mineral
Agregado maciço de carnallita
Dureza - 1,5 - 2,5
Densidade relativa -
1,6
Fratura -
Conchoidal

Brilho -
sedoso
Cor -
Branco de aspecto leitoso, avermelhado

Associação -
Silvita, halita etc.
Propriedades Diagnósticas -  Fusão fácil, deliqüescente, amargo.
Ocorrência -
Ocorre em grandes quantidades nos evaporitos europeus; no Brasil é explorado na Bacia do Recôncavo (BA), juntamente com a silvita, halita etc.
Usos - É empregado em pequenas quantidades nos materiais que convém manter úmidos, como as fibras de algodão e de lã para fiá-las. O magnésio em conjunto com o cloro numa associação de fórmula (MgCl)2O forma o cimento Sorel, usado como piso ou revestimento.Tem as mesmas aplicações que a silvita e normalmente contém bromo e vestígios de rubídio, que são beneficiáveis.


 Cerargirita

 
Fórmula Química - AgCl
Composição - 
  75,26 Ag,  24.74 % Cl
Cristalografia -
Isométrico
        Classe -
Hexoctahedral

Propriedades Ópticas -
Isotrópico

Hábito -
  Maciço
Foto do Mineral
Cristais de cerargirita (cinzas) em rocha
Dureza - 2 - 3
Densidade relativa -
5,5
Fratura -
Conchoidal

Brilho -
Adamantino
Cor -
Cinza, verde-acinzentado ou branco

Associação -
Pode estar associada a outros minerais de prata.
Propriedades Diagnósticas -
Dureza e cor.
Ocorrência -
Ocorre nas porções superiores dos filões ricos em prata.
Usos - É mineral de prata.


Criolita 


  Fórmula Química - Na3AlF6
Composição - 
32,85 %, Na 12,85 %, Al 54,30 %  F
Cristalografia -
Monoclínico
        Classe -
Prismática

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo

Hábito - Maciço, granular, cristais pseudocúbicos
Foto do Mineral
Cristal de criolita
Clivagem - Pseudocúbica
Dureza -
2,5 - 3
Densidade relativa -
2,95 - 3
Brilho - Vítreo a graxo
Cor -
Branco neve a incolor, avermelhado, marrom a preto

Associação -
Por alteração dá origem a pacnolita, thornsenolita, prosopita e gearksutita.
Propriedades Diagnósticas -
 Refringência muito baixa, birrefringência fraca, clivagem boa e extinção formando ângulo grande com a clivagem.
Ocorrência -
Até a descoberta de um importante depósito na Amazônia, o único depósito importante encontrava-se nos filões em granito na Groelândia.
Usos - Por ter baixo ponto de fusão, é usada como fundente em metalurgia do alumínio, como solvente no processo eletrolítico da extração do Al da bauxita; na fabricação de esmaltes para utensílios de Fe e aço, de vidros brancos e opalescentes, de glasuras, de materiais isolantes, inseticidas e como fundente na limpeza de superfícies metálicas. Como não é muito abundante, é também obtida artificialmente a partir da fluorita.



Cumengeíta


  Fórmula Química -
Pb4Cu20Cl8(OH)8.H2O
Composição - 
20,42 % CuO, 4,62 % H2O 60,16 %, PbO 19,11 % Cl
Cristalografia - Tetragonal
        Classe -
Ditetragonal dipiramidal

Propriedades Ópticas -
Uniaxial negativo

Hábito - Estrelado, pequenos cristais piramidados.
Foto do Mineral
Cristais de cumengeíta
Clivagem - Domática {101} distinta e prismática {110} menos distinta
Dureza -
2,5
Densidade relativa -
4,67
Brilho - Adamantino
Cor -
Azul-índigo

Associação -
Boleíta e pseudoboleíta.
Propriedades Diagnósticas -
 Hábito e cor.
Ocorrência -
Mineral supérgeno.
Usos - Sem uso.


Embolita 


Fórmula Química - Ag(Br,Cl)
Composição -  75,03 % Ag2O, 12,93 %, Br 17,22 % Cl
Cristalografia - Isométrico
   
Propriedades Ópticas -
Isotrópico

Hábito -
Maciço
Foto do Mineral
Cristais de embolita
Brilho - Adamantino, graxo
Cor -
Verde-amarelado, amarelo-acinzentado

Associação -
Pode estar associado a minerais de Ag.
Propriedades Diagnósticas -  
Cor, brilho e hábito.
Ocorrência -
Mineral supérgeno
Usos - Mineral de minério de prata.


Fluorita 

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais de fluorita
Modelo cristalográfico
Fórmula Química - CaF2
Composição - 
51,33 % Ca ; 48,67 %  F

Cristalografia - Isométrica
        Classe -
Hexoctahedral

Propriedades Ópticas -
Isotrópico

Hábito -
 Maciço, granular
Clivagem -
Octaédrica perfeita
Dureza -
4
Densidade relativa -
3,01 - 3,25
Brilho - Vítreo, transparente a translúcido
Cor -
Incolor, roxo, verde, rosa, amarelo, azul, vermelho

Associação -
Com minerais de minério de Pb, Zn, Sn e Ba.
Propriedades Diagnósticas -  Dureza , clivagem , índice de refração, brilho, cor e fluorescência
Ocorrência -
É um mineral comum em greisen, granitos, sienitos e como cimentos em arenitos.
Usos - É o mineral de minério de flúor mais importante, usado diretamente como fundente em metalurgia; como adorno; nas fundições de ferro; no tratamento dos minérios de ouro, prata, cobre e chumbo e antimônio; como gema etc.



Halita

Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais de halita
Modelo cristalográfico
Fórmula Química - NaCl
Composição - 
39,34% Na, 60,66% Cl

Cristalografia -
Isométrico
Classe -
Hexoctahedral

Propriedades Ópticas -
Isotrópico

Hábito -
  Maciço, granular
Clivagem -
Cúbica perfeita {100}
Dureza -
2,5
Densidade relativa -
2,17
Brilho - Vítreo, graxo
Cor -
Incolor, branco, azul, amarelo

Associação -
Associa-se a rochas de diferentes idades, com gipso, anidrita, polialita, carnallita e glauberita.
Propriedades Diagnósticas -  Sabor salgado, clivagem cúbica, densidade baixa, isotropia e relevo baixo.
Ocorrência -
Resíduo de evaporação (evaporitos), eflorescência em regiões desérticas; sulfatadas.
Usos - É o mineral de minério de Cl mais importante; sal de cozinha; na obtenção da soda cáustica.


 
 

 Laurionita


Fórmula Química - PbCl(OH)

Composição - 
3,47 % H2O,  85,96 % PbO,  13,65 % Cl

Cristalografia -
Ortorrômbico
        Classe -
Bipiramidal

Propriedades Ópticas -
Biaxial negativo

Hábito -
  Prismático
Foto do Mineral
Cristais de laurionita
Clivagem - {100} distinta
Dureza -
2,5 -3
Densidade relativa -
6,24
Brilho - Adamantino, perolado
Cor -
Incolor, branco

Associação -
Mineral raro, pode estar associado a minerais ricos em Pb.
Propriedades Diagnósticas -
Alta densidade e baixa dureza.
Ocorrência -
Mineral supérgeno
Usos - Sem uso.


Mendipita 


Fórmula Química - Pb3Cl2O2

Composição -
 92,42 % PbO,  9,79 % Cl

Cristalografia -
Ortorrômbico
        Classe -
Disfenoidal

Propriedades Ópticas -
Biaxial positivo ou negativo

Hábito -
Fibroso, colunar 
Foto do Mineral
Cristais de mendipita em rocha
Clivagem - Prismática perfeita a boa {100}
Dureza -
2,5 - 3
Densidade relativa -
7 - 7,2
Fratura -
Conchoidal

Brilho -
Adamantino, perolado
Cor -
Branco, amarelo ou azul

Associação -
Encontrada com galena e piromorfita.
Propriedades Diagnósticas -
Alta densidade, cor e brilho.
Ocorrência -
Mineral supérgeno.
Usos - Sem uso.


 

 Sal Amoniaco

Fórmula Química - (NH4)Cl

Composição - 
Basicamente um cloreto de amônia, com composição percentual bastante variável

Cristalografia -
Isométrico
        Classe
- Cúbica

Propriedades Ópticas -
Isotrópico

Hábito -
 Cúbico
Foto do Mineral
Cristais de sal amoniaco
Clivagem - Octaédrico - Imperfeita {111}
Dureza -
1,5 - 2
Densidade relativa -
1,5
Cor - Branco, amarelo ou cinza

Associação -
Pode estar associado a cloretos.
Propriedades Diagnósticas -
Mineral volátil.
Ocorrência -
Encontrados ao redor de vulcões, na forma de crostas e também nos jazimentos de hulha e turfa.
Usos - Empregado para soldar metais; também usado nas pilhas Leclanché; na preparação de amoníaco puro e outros sais de amônio.


 
 Silvita
Foto do Mineral Forma Cristalográfica
 
Cristais de silvita
Modelo cristalográfico
Fórmula Química - KCl
Composição - 
52,45% K; 47,55% Cl
Cristalografia -
Isométrico
        Classe -
Hexactahedral

Propriedades Ópticas -
Isotrópico

Hábito -
  Maciço, granular
Clivagem -
Cúbica perfeita
Dureza
- 2-2,5
Densidade relativa -
1,99
Fratura -
Séctil

Brilho -
Vítreo, graxo
Cor -
Incolor ou branco

Associação -
Pode estar associado a outros cloretos.
Propriedades Diagnósticas -
Baixa densidade, dureza e composição química.
Ocorrência -
Ocorre em depósitos salinos e fumarolas vulcânicas
Usos - É um mineral de minério de K mais importante. Usado na produção de fertilizantes, fogos de artifícios, perfumes e fotografia.


Villiaumita 


Fórmula Química - NaF

Composição - 
54,75% Na; 45,25% F

Cristalografia -
Isométrico
        Classe -
Hexactahedral

Propriedades Ópticas -
Isotrópico

Hábito -
 Maciço, granular
Foto do Mineral
Cristal de villiaumita
Clivagem - {100}Cúbica Perfeita
Dureza -
2,5
Densidade relativa -
2,79 - 2,8
Fratura -
Séctil

Brilho -
Vítreo
Cor -
Incolor, vermelho-escuro, marrom-alaranjado ou rosa

Associação -
Pode estar associada a minerais ricos em Na.
Propriedades Diagnósticas -
Baixa densidade e dureza, cor, brilho e composição química, solubilidade em água quente.
Ocorrência -
Mineral supérgeno.
Usos - Mineral de minério de F.