terça-feira, 14 de maio de 2013

Aula Práctica de Campo Nº 1 (Teodolito)



Aula Práctica de campo nº 1
- Estacionar o Teodolito (estação total) na estação de ocupação

- Centragem, Horizontalização e Orientação do Teodolito

- Determinação (cálculo) do erro de colimação e de calagem zenital (Sala de aulas)

- Criação da Base Geodésica de Apoio ao Levantamento Topográfico



O Nível esférico tem de ficar no centro para estar horizontalizado.
Para se colocar a bolha no centro tem de se movimentar os parafusos em simultâneo (com o Teodolito já horizontalizado).
Menu
F1. Ligar e desligar o Prumo do Teodolito
F1. Programas
Topografia
Obra da Utanga => F1
Estação de ocupação P2 UG
Introduzir as coordenadas
E => 40.000 click enter
N => 50.000 click enter
h => 50m de altura click OK
Altura do intrumento 1.48m
Orientação F3 Por azimute 847 07 85
Quando olhamos na tela do Teodolito conseguimos ver o outro ponto muito próximo mesmo distante. Mas temos de por nos dois aparelhos os mesmos azimute e altura.
Click All => Gravar as coordenadas do ponto
UT => h = 1.48m
E = 39988.178m
N = 50051.722
Cota = 49.933
 UA
E => 40004.373m
N=> 49996.882m
R=> 49.931m
Α => 102⁰ 14’ 10’’ ângulo horizontal
    => 90⁰ 16’ 05’’ ângulo vertical
Distância 14.708m
Ponto mais baixo (Ponto de desnível) => 0.069m
Note que: X => E
                   Y =>N
                   Z => H