terça-feira, 8 de outubro de 2013

Processos formadores do relevo




O relevo corresponde às irregularidades contidas na superfície terrestre, sua formação pode ter duas origens provenientes de fatores endógenos (internos) e exógenos (externos).
Processos endógenos: são aqueles que acontecem internamente (no interior da crosta terrestre), como o vulcanismo ou o tectonismo.
Processos exógenos: são aqueles que acontecem externamente (na superfície terrestre), como a ação dos ventos, do clima, dos rios, etc.
Ambos contribuem para a formação do relevo. Forças com origens diferentes, mas atuando no mesmo local.

  É necessário compreender que o tempo é um fator importantíssimo na morfodinâmica (gênese, dinâmica das formas do relevo). Sendo que, dependendo da ação, pode variar aproximadamente:
  • Morfoestrutura =  base ou forma inical da crosta-terrestre: 1 milhão de anos.
  • Morfoescultura = agentes modeladores da estrutura: 1000 anos
  • Ação Antrópica = interferência do homem: 20 anos


PROCESSOS ENDÓGENOS

Os processos endógenos mais importantes estão relacionados aos movimentos tectônicos - as grandes cadeias de montanhas que deles resultam.
Os tipos de deformação ocasionados pelos movimentos tectônicos podem ser de duas ordens:
 1- Epirogênicos = movimentos de subida ou de descida de grandes áreas da crosta terrestre, de modo lento. Caracteriza-se por um reajustamento isostático de áreas denominando assim os movimentos verticais lentos (soerguimento).


 2 - Orogênicos = conjunto de processos geológicos que resultam na formação de cadeia de montanha ou de relevo, relacionado com o tectonismo.


 Podemos associar a formação de rochas com o relevo:
 Rochas Intrusivas = formadas no interior da Terra, às quais ao longo de muito tempo podem passar a ser expostas na superfície. Essas rochas possuem idade antiga e seu relevo é suave (pouco modificado). Como exemplo de rocha intrusiva de idade antiga, temos os Crátons. Os crátons são grandes rochas formadas no Pré-Cambriano que sofreram pouca ou nenhuma deformação, são considerados bastante estáveis por essa razão. É entre os crátons que se formam as bacias sedimentares.


 Rochas Extrusivas = formadas com o vulcanismo. Como são inicialmente expostas na superfície, sofrem mais modificações em sua extrutura. O Basalto é um exemplo de rocha extrusiva, devido ao resfriamento do magma espelido por erupção vulcânica na sua formação.





Basalto







Associados à tectônica, utilizamos os seguintes termos:
  • Diastrofismo - É o termo que designa o tectonismo afetando a crosta terrestre e resultando na formação do relevo (montanhas, vales, etc.)
  • Tafrogênese - diz respeito ao afundamento crustal que conduz à formação e desenvolvimento de bacias geológicas onde se acumulam sedimentos e rochas vulcânicas correspondentes às fases de desenvolvimento do rift.
  • Rift - Estrutura de Bacia correspondente a vale ou depressão alongada ("Rift Valley") em continentes, desenvolvida por tectônica extensional em pontos quentes.
É importante considerar que processos tectônicos tendem a ser mais rápidos do que processos erosionais em até 10 vezes. Ex. Terremoto do Alasca em 1960 onde ocorreu um soerguimento de 08 metros em alguns minutos. Entretanto, pode também haver movimentos tectônicos lentos. Ex. Pápua Nova Guiné, a taxa de soerguimento é de 200m por milhões de anos.


Contudo, temos:


- Forma do relevo
Qualquer forma ou estrutura física reconhecível na superfície terrestre com um determinado modelo e criada por fatores naturais. O conjunto de formas do relevo com determinada funcionalidade e definível segundo processos genéticos e modeladores similares é chamado de "sistema geomórfico". 

- Estutura e Processos de Tempo
Estrutura: são as propriedades físicas e químicas das rochas e dos sedimentos (geologia) que determinam resistência às forças geradas por agentes geomórficos.
As estruturas acompanham as bordas das placas tectônicas e podem apresentar características:
  • Construtivas = associadas à separação de placas tectônicas em processos distensivos. Há uma constante inclusão de material fluido do manto sendo solidificado ao longo de faixas contínuas. Produz feições do tipo "ridge" (cadeias meso-oceânicas).
  • Destrutivas = Destruição de placas de subducção (padrões de orogênese). Associam-se trincheiras oceânicas e cinturões de montanhas (cordilheiras).
  • Consertativas = falhamentos transformantes. Associam-se feições de escarpas locais segundo o eixo dos falhamentos.

Processos: são mecanismos de transferência de energia (solar, nuclear e gravitacional) para as rochas e sedimentos, que modificam a forma do relevo.
Endógeno - Exógeno
Construtivo - Destrutivo

Tempo: o intervalo em que as forças geomórficas e de resistência interagem na modificação do relevo.