sexta-feira, 27 de setembro de 2013

Tipos de Calcário (Dolomítico, Calcítico e Margas)

Calcário Dolomitico e Calcítico

O problema da acidez do solo pode ter muitas maneiras de ser solucionado. No mercado, existem corretivos como a cal virgem, a cal hidratada,  as escórias e, principalmente, o calcário, havendo duas variações deste: dolomítico e calcítico.
A classificação dos tipos de calcário ocorre de acordo com a porcentagem de óxido de magnésio e óxido de cálcio presentes no mesmo. No caso do calcário dolomítico, a quantidade de MgO é acima de 12% e a de CaO é de 25% a 32%. Assim, é o mais recomendado para a prática de calagem. O calcário calcítico contém até 5% de MgO e 45% a 55% de CaO.

 Margas

     A marga é um tipo de calcário que contém 35 a 60% de argila. A sua composição trata-se de uma mistura de calcite (ou também, embora menos frequentemente, dolomite) e minerais argilosos, com vestígios de quartzo, micas e resíduos carbonosos. São frequentes nódulos de gesso, calcite e pirite.

    Esta rocha é proveniente de depósitos marinhos e lacustres de material clástico, que se afundaram progressivamente e se misturaram com produtos de precipitação química ou resíduos orgânicos. Esta rocha sedimentar, da classe detrítica/carbonatada, tem uma aparência bastante variada, pode apresentar uma cor desde muito clara a cinzenta escura, acastanhada, avermelhada, dependendo dos minerais contidos na mesma. Tem uma textura clástica, com grãos finos ou muito finos, podendo alguns grãos serem distinguidos a olho nu. 

   A estratificação desta rocha é pouco frequente, mas apresenta frequentemente estruturas sedimentares, fósseis e concreções. É utilizada como matéria-prima para as indústrias cimentarias, pode ser empregada na olaria, e na correção do pH do solo.  



Marga

 

Marga
Calcário Dolomítico

Calcário Calcítico