segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

Cabo Verde cria Instituto de Meteorologia e Oceanografia




O governo de Cabo Verde vai fundir no Instituto de Meteorologia e Oceanografia Atlântica os actuais institutos nacionais de Desenvolvimento das Pescas e de Meteorologia e Geofísica, informou o jornal cabo-verdiano A Semana.

O novo instituto, que deverá começar a funcionar em 2014, vai reunir as competências dos dois institutos a serem extintos e prestar ainda apoio às actividades do chamado Agrupamento do Mar.

"A nova instituição vai reunir as competências actualmente adstritas aos institutos nacionais de Desenvolvimento das Pescas e de Meteorologia e Geofísica, introduzindo uma maior sinergia e complementaridade nas acções que são desenvolvidas por estas entidades e que se sobrepõem em alguns domínios", disse uma fonte oficial citada pelo jornal.

De acordo com a fonte, o governo é da opinião que este novo serviço, que será um "super-instituto", vai posicionar Cabo Verde como um centro mundial de pesquisas no domínio da meteorologia e da oceanografia.

Para isso já estão em curso alguns projectos como, por exemplo, a montagem do Centro de Investigação Oceanográfica do Mindelo, que conta com a parceria da GEOMAR – Helmholtz Centre for Ocean Research Kiel da Alemanha, que já desembolsou cerca de três milhões de euros para as obras.
Macauhub